HomeDicas de ViagemJerusalém: Viaje para a Terra Santa
Roteiros

Jerusalém: Viaje para a Terra Santa

Dicas de Jerusalém: Viaje para a Terra Santa

Que tal conhecer um dos lugares históricos mais bonitos e importantes do planeta? Se quiser incluir esse destino em seu roteiro de viagem, você terá a oportunidade de descobrir toda a beleza e, cultura e dicas de Jerusalém, uma região incrível.

Além de explorar os passeios turísticos, vale entender a ancestralidade da área e suas curiosidades. Isso torna o turismo de experiência ainda melhor e garante que a sua viagem seja inesquecível.

Para ajudá-lo nessa tarefa, separamos algumas curiosidades e dicas de Jerusalém, afinal, por que não viajar para a Terra Santa?

A história de Jerusalém

A ocupação do território começou em 3.500 a.C., aproximadamente. Depois dos primeiros assentamentos, o Rei Davi conquistou o lugar no ano 1000 a.C. Depois, a área foi invadida por babilônios e até por Alexandre, O Grande.

Nos séculos seguintes ocorreram ocupações de todos os tipos: persas, árabes, romanos, egípcios, turcos otomanos e muito mais. O local se transformou em um verdadeiro caldeirão cultural, com influências diversas e uma longa história para contar.

Pisar em Jerusalém, portanto, significa viver um pouco de toda essa história, que se manifesta em cada detalhe dos espaços da cidade!

O título de Terra Santa para Jerusalém

Um dos motivos para a imensa popularidade desse destino é a sua influência na religião — destacadamente, no cristianismo. Ao longo dos séculos, ela passou a ser conhecida como Terra Santa e, inclusive, é considerada sagrada para cristãos, judeus e muçulmanos.

Muito dessa qualidade tem a ver com a existência do Monte do Templo. Essa área elevada da cidade conta com diversos pontos de peregrinação, como o Muro das Lamentações, a Cúpula da Rocha e a Mesquita de Al-Aqsa.

Todas essas construções surgiram há vários séculos e representam a manifestação máxima da fé. Além de tudo, têm características arquitetônicas incríveis e são paradas imperdíveis.

Inclusive, essas qualidades são tão importantes que dão origem a uma das curiosidades da cidade: a obrigatoriedade de cobrir os prédios com pedra. Mesmo os novos devem seguir essa característica, de modo a manter o aspecto histórico preservado.

O Mar Morto

Ao adicionar Jerusalém ao seu roteiro de viagem, poderá conhecer um dos lugares mais incríveis do planeta: o Mar Morto. Mas, você sabia que ele na verdade é um lago?

Com possui salinidade muito superior aos oceanos, isso impede que qualquer vida exista em suas águas (e por isso recebe seu nome). Além disso, é impossível afundar por causa de sua densidade. Então, é o melhor lugar para curtir uma bela paisagem e boiar nas águas tranquilas, sem preocupação!

Jerusalém: a capital de país nenhum

Ao ouvir falar em Jerusalém, é provável que você tenha notado que ela está no centro de uma disputa entre a Palestina e Israel. Esse país já declarou a cidade como sua capital, mas a maior parte da comunidade internacional não a reconhece como tanto. Enquanto isso, a Palestina deseja criar um estado próprio e fazer com que ela seja a sua capital.

Leia também:  Buenos Aires: Experiência com um Guia

O impasse existe há, no mínimo, 50 anos e vale considerá-lo ao visitar. Isso não a faz ser menos interessante e, na verdade, a torna a capital de nenhum país.

Ela é uma das cidades mais culturalmente ricas do mundo. Ao explorar suas belezas, sua história e sua importância para a nossa civilização, você terá experiências inesquecíveis com as melhores dicas de Jerusalém!

Como viajar para Jerusalém

Depois de saber mais sobre essas dicas da Terra Santa, é hora de planejar o roteiro da sua viagem, certo?

Como chegar

Existe uma boa oferta de voos entre o Brasil e Jerusalém, mas não tem um voo de conexão direta até Israel. Para chegar, é preciso ir até o Aeroporto Internacional Ben Gurion, na cidade de Lida, a cerca de 50 quilômetros de Jerusalém, e geralmente sempre tem uma escala em alguma cidade da Europa.

Quando ir

Por Israel ser um local seco e quente no verão e úmido com temperaturas amenas no inverno, a melhor época para se visitar Jerusalém vai de fevereiro a maio e de setembro a novembro. Esses são os meses onde as temperaturas não são tão quentes, mas também não está frio ou com as chuvas de inverno.

Guia brasileiro em Jerusalém

Para aproveitar tudo que Jerusalém tem a oferecer, nada melhor do que ter um Guia Local que te mostre os principais pontos turísticos, te dê dicas de onde comer, o que fazer e, principalmente, te explique muito sobre a Terra Santa, né?

Contrate um Guia Brasileiro em Jerusalém para customizar e te ajudar com dicas na hora de planejar sua viagem. Temos certeza que seus passeios serão únicos e você terá a possibilidade de aproveitar mais ainda sua aventura.

Quer ter essa e muitas outras dicas? Nos acompanhe no Facebook e Instagram e compartilhe com seus amigos!

Comentar

Comentar

Que tal?