HomeGuia de viagem Singapura

Guia de viagem Singapura

Marina Bay Singapura
Você vai adorar conhecer Singapura neste guia completo!
5
(1)

Singapura é uma cidade-estado insular localizada ao sul da Malásia. É também um dos lugares mais ricos do mundo, moderna e dinâmica. Suas atrações turísticas, com criações inovadoras, os cenários atraentes, o clima vibrante e multicultural fazem com que o turismo em Singapura seja um dos mais promissores do sudeste asiático. 

A cidade é segura e super limpa. Possui mais de 5 milhões de habitantes, maioria descendentes de malaios, chineses e indianos. Boa parte da população é budista, cerca de 33% segue a religião. Entretanto, pesquisas apontam Singapura como um dos locais com maior diversidade religiosa do planeta.

A diversidade cultural pode ser notada por todos os lados: bairros como Chinatown e Little India são dois exemplos clássicos de como uma viagem a Singapura pode ser surpreendente. Sofisticado e cosmopolita, esse é o destino ideal para vivenciar uma estrutura de fazer inveja. 

Vocação turística de Singapura

Apesar do pequeno espaço, Singapura é gigante. Há muito o que fazer pela cidade e também muito o que aprender antes de embarcar para lá. O turista precisa estar atento às proibições diversas, entre elas as de mascar chiclete, “roubar” sinal da rede Wi-Fi do vizinho e comer durian em público, conhecida como a fruta mais fedorenta do mundo, estando sujeito à multa. Apesar de rígidas, muita gente entende que é por essas regras que Singapura tem sucesso em diversos aspectos.

Por ser um dos lugares mais caros do mundo, o custo com hospedagem na cidade é alto e será difícil achar opções com preços mais convidativos. Portanto, faça sua reserva com antecedência, principalmente se for viajar na alta temporada. 

O sistema de transporte público em Singapura é bem eficiente e você poderá se locomover bem para qualquer lugar. Os ônibus no geral circulam das 6h às 0h, sendo que há ônibus especiais para turistas. Há ainda o MRT, metrô na superfície, com a passagem um pouco mais cara que a do ônibus. Também circulam das 6h às 0h. Táxis e Uber também são uma opção. 

Em Singapura, são 4 os idiomas oficiais: inglês, malaio, mandarim e tâmil. O inglês é o mais usado. Sua moeda oficial é o dólar de Singapura. No Brasil você não consegue encontrar a moeda para comprar. Caso encontre, dificilmente a cotação será vantajosa. Recomendamos comprar dólares americanos ou euros no Brasil para realizar a troca chegando em Singapura.

Os cartões de crédito são aceitos em quase todas as lojas e atrações turísticas. Além disso, existem muitos caixas eletrônicos que permitem ao viajante fazer saque direto na moeda local, basta desbloquear seu cartão para uso no exterior.   

Singapura, Malásia, budismo, Chinatown, Little India, Durian, alta temporada, custo benefício alto, hospedagens caras, MRT, Metrô na superfície, Taxis, Uber,  malaio, mandarim, tâmil, inglês, dólar de Singapura, dólar, cartões de crédito, Visa, Gardens by the bay, Jardim Botânico de Singapura, Singapore Flyer, Singapore City Gallery, Buddha Tooth Relic Temple, Boat Quay, Mustafa Centre, Haji lane, sultan mosque,  Fountain of Wealth, Arab valley.

Veja também: Por que visitar Singapura?

O que fazer em Singapura?

Singapore Flyer
Singapore Flyer

Uma cidade surpreendente em todos os sentidos

O que se espera encontrar em uma viagem a Singapura é um lugar super desenvolvido, com ruas limpas, prédios espelhados, imigrantes de inúmeras nacionalidades e tudo funcionando perfeitamente bem. Pois prepare-se para se encantar com isso muito mais. 

Entre os maiores pontos turísticos da cidade, o parque Gardens by the Bay, o Jardim Botânico de Singapura e a Singapore Flyer, uma enorme roda gigante com linda vista, esperam por você!

Primeiro dia

Inicie o dia cedo na Singapore City Gallery, uma galeria interativa onde você conhece mais da história local e tem acesso a mapas por região. A partir da City Gallery, você chega em Chinatown com uma curta caminhada. No bairro você encontra cafés, mercados, restaurantes e lojas que te fazem sentir realmente na China. 

Uma das principais atrações de Chinatown é o Buddha Tooth Relic Temple and Museum, um templo com referências do budismo chinês. Antes de seguir para o próximo ponto turístico, aproveite para almoçar em Chinatown mesmo. Existem centenas de opções.

Saindo de Chinatown, em uma caminhada de pouco mais de 10 minutos chega-se a Boat Quay. Esse lugar era o cais por onde chegavam mais da metade das mercadorias em Singapura. Hoje a margem do rio abriga restaurantes, bares e arranha-céus modernos. Cruzando o rio para a outra margem, encontra-se um lado mais calmo com museus e galerias.   

Para fechar o dia, a dica é ficar pela região de Boat Quay. Assista ao pôr do sol, relaxe, tome uma cerveja e coma alguma coisa. A área é bem movimentada, principalmente no fim do dia, quando as pessoas saem do trabalho e vão pra lá curtir um happy hour.

Segundo dia

Comece o seu segundo dia por Little India. Deguste o melhor da culinária indiana, visite templos Hindus e o gigante Mustafa Centre, um shopping gigante que fica aberto 24 horas.

Caminhando por 15 minutos a partir de Little India, você chega à Arab Street, o reduto muçulmano em Singapura. Aproveite para almoçar por lá e experimentar a culinária típica. Não deixe de visitar a Sultan Mosque (mesquita) e andar pela Haji Lane, uma ruazinha bem legal, cheia de bares, cafés e lojas. 

Em poucos minutos a pé da Arab Street está a Fountain of Wealth, uma fonte situada no meio de um enorme complexo empresarial chamado Suntec City. São cinco prédios que formam um dos maiores complexos de lojas de Singapura. Ande um pouco mais e você chegará a Marina Bay. De cara você irá avistar o Hotel e Cassino Marina Bay Sands, prédio mais famoso já construído na cidade até hoje.

Ande pelo subsolo do Marina Bay Sands e passe pela estação de metrô rumo ao Gardens By The Bay. Esse jardim botânico é uma área reservada que abriga jardins, exposições e enormes árvores psicodélicas que fazem com que você se sinta no filme Avatar. Para encerrar o roteiro do dia, assista ao fantástico show de luzes.

Terceiro dia

Neste dia você irá conhecer a Ilha de Sentosa, considerada atualmente o polo de entretenimento de Singapura. A região abriga complexos hoteleiros, um Hard Rock Café e um parque da Universal Studios, entre outras coisas. Sentosa está ligada ao continente por uma ponte e um teleférico, sendo o ônibus Sentosa Rider a opção mais barata para chegar na ilha.

Encerrando o roteiro por Singapura, pegue um ônibus ou metrô a vá até a Orchard Road. São centenas de lojas caríssimas, shoppings e letreiros luminosos. Faça esse passeio mesmo que não tenha a intenção de fazer compras, apenas para vivenciar o espírito de consumo e luxo da cidade-estado.

Veja também: o que fazer em Singapura

Destaques 

Uma linda vista de SingapuraA maior fonte do planetaSabores marcantes da Ásia
A Singapore Flyer é a maior roda gigante do mundo com mais de 165 metros de altura. Possui capacidade para 28 pessoas em cada compartimento, sendo um passeio ideal para fazer em grupo. Dizem que lá de cima se tem a melhor visão de Singapura. A Fountain of Wealth é a maior fonte do mundo e possui registro no Guiness Book. A parte central dessa fonte é composta por um anel enorme feito de bronze que conta com circunferência de 66 metros. A fonte está situada em meio a um enorme complexo empresarial da cidade. Um prato popular em Singapura o é o chilli crab, composto por um caranguejo gigante (cerca de 6kg), servido com molho à base de pimenta malagueta, cebola e tomate. Um outro prato típico regional é o chicken rice: tradicional arroz feito com caldo de frango e servido com frango, e também porco e algum legume em cima do arroz.

Quando visitar Singapura?

Singapore Bothanic Gardens
Singapore Bothanic Gardens

É sempre um bom momento para visitar Singapura

Singapura é um destino visitado durante todo o ano, sem estações muito bem definidas. A cidade-estado está situada numa extremidade da península malaia, no hemisfério norte, mas bastante próxima da linha do Equador. Sua temperatura média anual é de 27°C e esse número não tem muitas variações ao longo do ano. No verão, a média sobe para 28°C e, no inverno, permanece nos 27°C. Porém, a sensação térmica é sempre maior que esses números. 

Os meses mais chuvosos são os de inverno (novembro a fevereiro), mas em Singapura chove durante o ano inteiro. Chover não é incomum na cidade, mas isso não deve ser motivo para que deixe de fazer seus passeios. 

Sendo assim, os melhores meses para viajar para Singapura vai de maio a setembro, quando há menor ocorrência de chuvas. Já de dezembro a julho, a cidade tende a estar mais cheia devido às férias escolares asiáticas e ao aumento do turismo de negócios. Os meses de junho e julho, que compreendem as férias, são meses de alta temporada em Singapura. 

Alta Temporada

  • Prós – A possibilidade de chuvas é bem menor, ideal para o visitante poder conhecer todos os pontos turísticos da região sem se molhar. A cidade fica mais animada. 
  • Contras – Os valores cobrados ficam acima do normal. O destino fica mais cheio, então se você não curte muvuca, o ideal é não visitar Singapura durante a alta temporada. 

Baixa Temporada

  • Prós – A cidade fica menos cheia e os preços praticados são mais em conta. Fica mais fácil de conhecer as atrações turísticas, sem precisar dividir espaço com muitas pessoas.  
  • Contras – As chuvas são mais frequentes na baixa temporada, mas nada que uma capa de chuva não resolva.  

Veja também: Quando visitar Singapura

Gastronomia e o que comer em Singapura?

Chicken Rice
Chicken Rice

A ousadia dos sabores singapureanos

Quando o tema é gastronomia, Singapura não deixa nada a desejar em relação às grandes cidades do mundo.

A diversidade de restaurantes é tão variada quanto sua população, composta por pessoas diversas etnias. Como o país tem suas bases nas culturas malaias, indianas e chinesas, não faltam opções de restaurantes ofertando o melhor dessas culinárias a quem visita a cidade. Pratos de toda a Indonésia também podem ser facilmente degustados na região, já que o país está muito próximo de Singapura.   

Uma característica forte da cozinha singapureana é que sempre tem uma carne acompanhada de arroz ou noodles (massa). Um prato popular que você deve experimentar na cidade-estado é o chilli crab, composto por um caranguejo gigante (cerca de 6kg), servido com molho à base de pimenta malagueta, cebola e tomate. Um outro prato típico regional é o chicken rice: tradicional arroz feito com caldo de frango e servido com frango, e também porco e algum legume em cima do arroz. 

Encontrar bons restaurantes não é uma tarefa difícil, pois eles estão por toda a parte, seja nos grandes hotéis, em centros comerciais, em shoppings ou mesmo na rua e às margens do rio.  

Restaurantes em Singapura

  • Hard Rock Cafe – 26 Sentosa Gateway, #01-209 Resorts World Sentosa, The Forum, Singapura 098138 
  • Nomvnom – 6 Eu Tong Sen St, #03-105, Singapore 059817 
  • Original Sin – #01-62, Blk 43 Jln Merah Saga, Chip Bee Gardens, S 278115 
  • Rise Restaurant – 10 Bayfront Ave, Tower 1 Lobby Hotel, Marina Bay Sands, Singapura 018956 
  • Bread Street Kitchen – 2 Bayfront Avenue 01-81 The Shoppes at Marina Bay Sands, Singapura 018956 

Veja também: Onde comer em Singapura

Pontos Turísticos de Singapura

Singapura ChinaTown - Templo Buddha Teeth
Singapura ChinaTown – Templo Buddha Teeth

O clima inovador e dinâmico nas atrações da cidade-estado asiática 

Singapura tem um visual moderno e atrações inovadoras, mas também tem seu lado voltado à natureza. É um destino surpreendente, que conquista todo tipo de público. 

  • Singapore Flyer – A melhor vista que se pode ter de Singapura é nessa incrível roda gigante que possui mais de 165 metros de altura, sendo a maior do planeta. Possui capacidade para 28 pessoas em cada compartimento, sendo um passeio ideal para fazer em grupo. 
  • Clarke Quay – O cais histórico é um importante ponto turístico e gastronômico na cidade. São diversos bares e restaurantes reunidos à beira do Rio Singapura. Certamente é uma das referências das noites agitadas no destino. Clarke Quay é vizinha da famosa Boat Quay. 
  • Jardim Botânico – O Singapore Botanic Gardens tem mais de 150 anos de história e é considerado pela Unesco como Patrimônio Mundial desde 2015. É um passeio perfeito para curtir a natureza e fazer belas fotografias. 
  • Chinatown – O bairro chinês de Singapura se destaca por sua mistura cultural. Em Chinatown você vai encontrar o Centro Patrimonial do bairro (Chinatown Heritage Centre), um museu de três andares onde se relata a vida dos primeiros colonos chineses; a mesquita Al Abrar; a mesquita Jamae e o templo hindu Sri Mariamman. Além disso, a arquitetura, o ambiente, os restaurantes e as lojas surpreendem os visitantes.
  • Little India – A Pequena Índia de Singapura é cheia de incensos, casas e roupas coloridas. Embora o mais impactante seja o próprio ambiente do bairro, não deixe passar a oportunidade de entrar em Tekka Centre, Little India Arcade e os diversos templos que você vai encontrar. Se você quer fazer compras, o Mustafá Centre é uma parada obrigatória – um grande shopping aberto as 24 horas do dia. As lojas, mercados e restaurantes do bairro indiano são uma atração que os turistas não podem perder. 
  • Fountain of Wealth – A Fountain of Wealth é a maior fonte do mundo e possui registro no Guiness Book. A parte central dessa fonte é composta por um anel enorme feito de bronze que conta com circunferência de 66 metros. Os turistas podem aproveitar para dar um passeio no centro comercial Suntec City enquanto observam a fonte. 
  • Marina Bay Sands – Mesmo não sendo oficialmente um dos pontos turísticos de Singapura, o hotel Marina Bay Sands conquistou espaço obrigatório nos roteiros. Quem nunca viu fotos do hotel com a piscina de borda infinita mais alta do mundo? Para completar, a beleza externa do hotel surpreende. As três torres envidraçadas, unidas no topo por uma prancha que remetem aos barcos, não passa despercebida. A piscina fica a 150 metros de altura e só permite acesso aos hóspedes. Mas se você for comer ou beber algo no Cè La Vie, dá para ver a piscina bem do lado.   Inclusive, a vista panorâmica da Marina Bay pode ser admirada do alto do Marina Bay Sands no Sands Skypark, observatório localizado no 57º andar do edifício. O espaço oferece bares e restaurantes. Você pode adquirir ingresso por 23 dólares de Singapura (cerca de 70 reais) para ir apenas ao observatório.
  • Sentosa – Dá para chegar na ilha de Sentosa andando, de transporte público ou por um passeio mais emocionante de teleférico. A ilha é outro ponto turístico de Singapura inusitado. A ilha de Sentosa é casa de parques temáticos e aquáticos, além de resorts, museus interativos e a praia. 

Veja também: Pontos turísticos de Singapura

Marina Bay Sands - Singapura
Marina Bay Sands – Singapura

iFriend: Guia de viagem em Singapura

Escolher um guia de viagem para acompanhá-lo em alguns passeios e experiências em Singapura pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

Luciana – Guia brasileira que mora em Singapura e vai te mostrar cada pedacinho dessa cidade incrível!

Priscila – Também é brasileira que vive em Singapura e vai te levar para conhecer os templos e a parte cultural da cidade.

Veja outros iFriends em Singapura para uma experiência de viagem mais completa.

Singapore Bothanic Gardens
Singapore Bothanic Gardens

Singapura, o rico destino asiático, espera sua visita! 

iFriend. Find a friend, enjoy the ride. 

O que achou?

Média 5 / 5. Votos: 1

Que tal?