HomeGuia de Viagem Recife

Guia de Viagem Recife

Recife Antigo Vista do Oceano
Você vai adorar a arte e a cultura de Recife nesse guia completo!

Recife é a capital do estado de Pernambuco, na região nordeste do Brasil. Sua área territorial é de aproximadamente 218 km², é formado por uma planície aluvial, tendo as ilhas, penínsulas e manguezais como suas principais características geográficas.

O nome Recife tem como origem os imensos arrecifes de corais de sua costa – O recife é uma formação rochosa submersa logo abaixo da superfície de águas oceânicas, normalmente próxima à costa e em áreas de pouca profundidade.

Recife traz traços das arquiteturas portuguesa e holandesa: entre os anos de 1630 e 1637, aconteceu a invasão holandesa. Com a nomeação de Maurício de Nassau para administrar as novas terras invadidas, ele realizou inúmeras ações para o desenvolvimento da colônia, recuperando a economia e trazendo prosperidade para a região.

Nassau também promoveu a vinda de cientistas e artistas para o Brasil. Os cientistas promoveram uma série de estudos sobre a fauna e a flora local, assim como estudaram doenças tropicais que atingiam a população e os artistas puderam registrar o cotidiano dos costumes da população.

Esse foi um momento muito oportuno para o crescimento da capital, que é motivo de visitação até os dias de hoje. Inúmeras pontes e construções que resistiram ao tempo e que hoje se encontram preservadas pelo Patrimônio Histórico.

Vocação Turística

Você encontrará muitas atrações culturais e passeios naturais em Recife. Percorra o Recife Antigo a pé e perceba a beleza de suas construções, pontes e igrejas.

Recife recebe mais de 40 mil turistas ao ano. São visitantes locais e internacionais que reconhecem a cidade como um dos maiores complexos arquitetônicos coloniais do século XVII preservados do Brasil. Não se esqueça de observar as ruas de paralelepípedos e fotografar as pontes, verdadeiras joias de engenharia colonial.

Além disso, nos arredores de Recife há praias de imensa beleza como a encantadora praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca, com seus vastos coqueirais e águas azuis tranquilas. Não se esquecer de visitar as demais praias e praticar atividades como observação de peixinhos coloridos, cavalos marinhos, golfinhos bem como praticar snorkeling, mergulho subaquático, kite surf entre outros.

Destaques

Invasão HolandesaA Veneza BrasileiraFrevo, forró e Baião
Com a invasão dos holandeses no século XVII a cidade prosperou, saindo de vila para capital do estado de Pernambuco. A revitalização de velhos engenhos de cana de açúcar e a vinda de cientistas e artistas deram à Recife um ar europeu. Recife é considerada a Veneza Brasileira, devido a sua paisagem cortada por rios, canais e dezenas de pontes que ligam um bairro ao outro. As belíssimas pontes são verdadeiros cartões postais da cidade, muito procuradas para fotos!Um dos grandes destaques de Recife é a música, e há música por todo o lado: forró, baião, reggae… mas na época do carnaval, o ritmo que contagia mesmo é o frevo, que já se tornou patrimônio imaterial do Brasil.

O que fazer em Recife

Marco Zero de Recife
Marco Zero de Recife

Se você gosta de cultura, arte e belas praias, seu lugar é aqui!

Você terá muito o que fazer em Recife! Considere passar 7 dias para aproveitar grande parte das atrações que há em Recife.

A capital pernambucana não mede esforços para oferecer os melhores atrativos e os melhores serviços.

Você vai se encantar com o povo alegre e acolhedor não deixe de conhecer um iFriend em Recife e divirta-se muito!

Roteiro de três dias

Primeiro dia

Comece seu roteiro por Recife tendo como ponto de partida a região histórica, conhecida como Recife Antigo: O Marco Zero, o Paço Alfândega e o Centro de Artesanato são algumas das atrações que você deverá conhecer primeiro.

Aproveite para visitar logo o Memorial Luiz Gonzaga, o rei do baião e o Museu Cais do Sertão, um dos mais representativos sobre a cultura nordestina.

Almoce a típica comida nordestina e termine o dia curtindo o pôr-do-sol da praia de Boa Viagem – relaxe.

Segundo dia

Depois dessa imersão cultural regional, confira um pouco do turismo religioso, a começar pela Sinagoga Kahal Zur Israel, considerada a primeira sinagoga das Américas, construída no século XVII. Uma cena importante da chegada dos primeiros judeus durante a invasão holandesa.

Depois, dirija-se à Igreja da Madre de Deus, uma igreja colonial do século XVII, uma das igrejas mais antigas da cidade – contemple o altar-mor rico em detalhes, com peças de madeira talhada e revestimento dourado. 

Seguindo nosso turismo santo, não deixe de visitar a Basílica de Nossa Senhora do Carmo, também colonial, erigida no final do século XVII e a Capela Dourada, também conhecida por Capela dos Noviços da Ordem Terceira de São Francisco de Assis – uma das mais representativas obras arquitetônicas coloniais preservadas no país.

Termine o dia na Rua da Moeda, no Recife Antigo, ponto de encontro badalado, com bares, restaurantes, música ao vivo e espaços para dançar, especialmente no fim de semana.

Terceiro dia

Hoje é dia de fervo: Sim, o Frevo, a dança mais tradicional do carnaval de Recife tem um museu totalmente dedicado à essa tradição. Frevo é considerado um Patrimônio Imaterial da Humanidade, pela Unesco e no Paço do Frevo você poderá conferir exposições, aulas de dança e manifestações artísticas.

Na Rua do Bom Jesus, a rua mais antiga da cidade, há um complexo arquitetônico interessante, encontramos a Embaixada dos Bonecos Gigantes, um dos símbolos do carnaval de Recife.

Para quem vai no período de Carnaval à Recife e quer provar dessa imersão cultural, vale a pena conferir um dos maiores blocos de rua do mundo, o Galo da Madrugada. O cordão começa às 9h da manhã do sábado de Zé Pereira e encerra por volta das 18h30 – a festa tem nove horas de duração, com 30 trios elétricos. Um bloco que já arrastou cerca de 2 milhões de pessoas na folia de 2019.

Roteiro mais dias

Cultura, arte e natureza. Há muito mais para fazer em Recife do que você possa desbravar em três dias. A Oficina de Francisco Brennand, o Museu da Cidade, o Forte das Cinco Pontas, o Parque Dona Lindu, projetado por Oscar Niemeyer, as maravilhosas praias urbanas, como Pina e as famosas Porto de Galinhas e Muro Alto. Isso sem contar que, quem vem à Recife não pode deixar de conhecer Olinda, sua cidade-irmã.

Veja também: O que fazer em Recife

Quando visitar Recife

Recife vista do Mar
Recife vista do Mar

Conheça Recife na Primavera e se apaixone por sua cultura!

Quando visitar Recife prepare o protetor solar pois o clima pernambucano é quente!

O clima mais firme no Recife se estende de setembro a março. A capital pernambucana tem clima seco e quente nos meses de outubro, novembro e dezembro.

Já os meses de maio, junho e julho costumam ser chuvosos.

Quando visitar Recife lembre-se de levar um bom par de tênis para caminhada – boa parte dos passeios é a pé e você sentirá mais à vontade se estiver com um calçado confortável.

Alta temporada:

  • Prós: Pontos turísticos movimentados, muitos turistas; maior variedade de passeios.
  • Contras: Lugares turísticos, praias e hotéis lotados, os ingressos para as atrações se esgotam mais rapidamente. Há um fluxo imenso de pessoas querendo fotografar os pontos turísticos e talvez você não se sinta muito à vontade. 

Baixa temporada:

  • Prós: Os passeios não terão muitas pessoas, o que é bom para quem quer aproveitar o momento mais intimista. Sobra espaço nos parques e nas atrações turísticas. Espere um excelente atendimento em bares e restaurantes. Você poderá desfrutar dos pontos turísticos e naturais com calma, sem tanta aglomeração de pessoas. Os valores tendem a ser mais atrativos em pousadas e hotéis e o atendimento mais personalizado.
  • Contras: Pode haver poucos eventos. Alguns pontos turísticos podem estar em manutenção, então, não fique chateado e aproveite o melhor da cidade.

Veja também: Quando visitar Recife

Gastronomia e o que comer em Recife

Sarapatel - Comida Nordestina
Sarapatel – Comida Nordestina

Delicie-se com os sabores de Recife

A Gastronomia de Recife é a clássica comida nordestina que compreende os pratos feitos a base de peixes e frutos do mar aos legumes, verduras, grãos e carnes próprias da terra.

Não se avexe com alguns pratos fortes como buchada de bode, sarapatel e serrabulho. Paladares mais leves requerem comidinhas saborosas como o baião de dois, a macaxeira fritinha com carne-de-sol, a moqueca, o arrumadinho de charque e o famoso escondidinho.

Encerre a farra gastronômica com café e bolo de rolo. Ganhe umas calorias a mais com uma Cartola (banana, queijo coalho, manteiga, açúcar e canela) e se esbalde com o tradicional bolo Souza Leão – um bolo cremoso com consistência de pudim que recebeu o título de Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado de Pernambuco. 

Veja alguns restaurantes de Recife e vá à luta!

  • Restaurante Parraxaxa – Av. Fernando Simões Barbosa, 1200 – Boa Viagem
  • Café São Braz – Rua da Alfandega, 35 – LJ P109 
  • Xodo Nordestino – Av. Gen. San Martin, 2397 – San Martin
  • Arretado de Bom – R. Vinte e Um de Abril, 420 – Afogados,
  • Caçulé Comedoria – R. das Moças, 859 – Água Fria
  • Óxente, Comida Nordestina – Rua Barbalho, 761 – Iputinga
  • Xote e Baião – R. Cap. Antônio Dias, 79 – Cordeiro,
  • Delícia Nordestina – R. Félix de Brito e Melo, n° 168 – Boa Viagem

Veja também: Onde comer em Recife

Pontos Turísticos de Recife

Paço da Alfândega, Recife
Paço da Alfândega, Recife

Você não vai perder nenhum momento em Recife!

Os pontos turísticos de Recife compreendem não apenas o caráter religioso dos portugueses mas as obras fundamentais de engenharia e arquitetura do século XVII durante a invasão dos holandeses.

Outro detalhe muito importante é a preservação do patrimônio cultural e imaterial da cultura nordestina, como museus e institutos que conservam consideravel acervo sobre o frevo, o forró, o xote e o baião – ritmos proprios da cultura pernambucana.

  • Recife Antigo e o Marco Zero
  • Rua do Bom Jesus
  • Embaixada dos Bonecos Gigantes
  • Paço do Frevo
  • Sinagoga Kahal Zur Israel
  • Igreja da Madre de Deus
  • Paço da Alfândega
  • Centro de Artesanato de Recife
  • Museu Cais do Sertão
  • Memorial Luiz Gonzaga
  • Cinema São Luiz
  • Basílica Nossa Senhora do Carmo
  • Museu da Cidade e Forte das Cinco Pontas
  • Capela Dourada
  • Oficina Brennand
  • Rua da Moeda e vida noturna de Recife
  • Galo da Madrugada

Recife Antigo e o Marco Zero

O Marco Zero, à beira do Cais do Porto, representa onde Recife começou.  O Recife Antigo, com suas construções coloniais, tem na Praça Barão do Rio Branco, o seu ponto inicial. A obra do artista pernambucano Cícero Dias – um mosaico de quartzo e granito colorido  no chão em forma de rosa dos ventos, contrastam com as estatuas do artista Francisco Brennand e as águas do Oceano Atlântico ali bem pertinho.

No Recife Antigo você encontra bons cafés, bares e restaurantes. Além disso, há inúmeros pontos turísticos para você conhecer.

Rua do Bom Jesus

Na Rua Bom Jesus, ainda no Recife Antigo, há um complexo arquitetônico preservado datado do século XVII ao XIX. São construções que foram revitalizadas para atender a demanda turística local como bares, restaurante e lojas de artesanato.

Embaixada dos bonecos gigantes

Ainda percorrendo a Rua do Bom Jesus, você encontra a Embaixada dos bonecos gigantes: um dos grandes símbolos do carnaval de Recife e Olinda, os bonecões, também chamados de Zé Pereira, foram criados em 1919, em alusão as figuras públicas da época. Na exposição permanente são retratados Cartola, Ayrton Senna, Elvis Presley, Chacrinha, Roberto Carlos, Michael Jackson, Tim Maia, e outros.

Paço do Frevo

Outra característica fundamental do carnaval de Recife é o frevo – O frevo é um ritmo musical e uma dança típica de Pernambuco. E o Paço do Frevo é a instituição responsável por resguardar todos os registros sobre a cultura do frevo no carnaval de Pernambuco. Um lugar para estudar, criar, experimentar e vivenciar o rico universo do Frevo.

Sinagoga Kahal Zur Israel

A primeira sinagoga das Américas foi construída em Recife, na rua do Bom Jesus, no século 17, bem como grande parte dos edifícios do Recife Antigo. A Sinagoga Kahal Zur Israel é aberta para visitação. O lacal também compreende um sítio arqueológico datado do século XVII.

Igreja da Madre de Deus

A Igreja da Madre de Deus é uma igreja barroca que foi erigida em 1689 e tombada pelo Iphan em 1938, é uma das mais antigas da cidade, fazendo parte de um complexo arquitetônico e paisagístico localizados às margens do rio Capibaribe, como o Paço da Alfândega e o edifício Chanteclair.

Paço da Alfândega

Paço Alfândega, antigo Convento dos Padres Oratorianos de São Filipe Néri (1732) e antiga Alfândega de Pernambuco (1826), é um centro comercial pequeno com área de alimentação mais restrita e aconchegante.

Centro de Artesanato de Recife

Comprar lembrancinhas, roupas entre outros adereços próprios de Recife, na Feira de Artesanato, certamente você vai encontrar. Um espaço que possui grande diversidade artesanal, organização, corredores amplos, vista privilegiada para o mar e preços que cabem no bolso de todos.

Museu Cais do Sertão

O Museu Cais do Sertão está instalado no antigo Armazém 10 do Porto do Recife, é um local de convivência, diversão e conhecimento, polo gerador de novas ideias e experiências. Nele há uma das mais relevantes exposições sobre Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, um dos ritmos tradicionais de Pernambuco.

Memorial Luiz Gonzaga

O Rei do Baião tem um espaço exclusivo para celebrar sua vida e obra – o Memorial Luiz Gonzaga surgiu sob o objetivo de favorecer a pesquisa, preservar e difundir a memória de Luiz Gonzaga e da cultura nordestina.

Cinema São Luiz

O Cinema São Luiz é um cinema de rua e cine-teatro de grande relevância cultural. O prédio em estilo art decó,  foi inaugurado em 1952. Está situado numa das esquinas do cruzamento entre a Avenida Conde da Boa Vista, Rua da Aurora e Ponte Duarte Coelho, às margens do Rio Capibaribe.

Basílica Nossa Senhora do Carmo

A Basílica Nossa Senhora do Carmo é uma das igrejas coloniais mais importantes de Recife,  erigida no final do século XVII.

Museu da Cidade e Forte das Cinco Pontas

O Forte de São Tiago das Cinco Pontas está localizado no bairro de São José, construído pelos holandeses, em 1630. A belíssima construção foi tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional em 1938, serve atualmente como sede do Museu da Cidade do Recife.

O museu por sua vez foi instalado no forte em 1982, numa construção portuguesa de pedra e cal construída por cima do forte holandês, feito de madeira e terra.

Capela Dourada

A Capela dos Noviços da Ordem Terceira de São Francisco de Assis ou Capela Dourada é uma capela da Ordem Franciscana, uma das joias do período colonial em Recife. Seu oratório principal é ricamente ornamentado em dourado com imagens barrocas

Oficina Brennand

Oficina Cerâmica Francisco Brennand é um museu de arte ceramista criado pelo artista pernambucano Francisco Brennand. um complexo monumental — museu e ateliê — com aproximadamente 2 mil obras, entre esculturas, murais, paineis, pinturas, desenhos e objetos cerâmicos.

Instituto Ricardo Brennand

Um belíssimo castelo em pleno nordeste, o Instituto Ricardo Brennand, também conhecido como Castelo de Brennand, é uma instituição cultural brasileira sem fins lucrativos. Há exposições permanentes e temporárias, sendo possível acompanhar obras brasileiras e de outras partes do mundo. Em um dos edifícios fica a exposição que mostra um pouco do Brasil Holandês, com muitos quadros de Frans Prost e peças em mármore trabalhado entre outras obras icônicas.

Rua da Moeda e vida noturna de Recife

A Rua da Moeda é o principal point da juventude de Recife, onde concentra vários bares e restaurantes animados, com música ao vivo e baladas de baião, xote, forró, axé… tem para todos os gostos. 

Galo da Madrugada

O galo da Madrugada é um dos maiores blocos de Carnaval de rua do mundo que chega a durar quase dez horas, com mais de 30 trios-elétricos. No projeto Galo da Madrugada é possível conferir as peculiaridades do bloco, exposições e muito mais. 

Veja também: Pontos turísticos de Recife

Praias em Recife

Praia de Boa Viagem Recife

Você ficará encantado com as praias de Recife!

As praias de Recife, em sua maioria, são urbanizadas e com boa infraestrutura ao visitante: perfeitas para aquele dia de mar azul e sol forte nas areias branquinhas.

Algumas são bem metropolitanas, como a de Boa Viagem, Pina e Porto de Galinhas (que você precisará viajar até Ipojuca, de carro ou de barco, para conhecê-la) outras conservam o ar agreste como as de Itamaracá, Muro Alto e Maria Farinha, com belos coqueirais na orla e paisagem mais natural, com pedras e vegetação nativa.

Outro diferencial das praias do Recife é que você não vai até lá somente para o banho de mar: há muitos esportes que você poderá praticar como o kitesurf, mergulho subaquático, tirolesa, nadar em tranquilas piscinas naturais, snorquel para ver os peixinhos coloridos e, em determinadas épocas do ano, até dá para ver os golfinhos e os cavalos marinhos (sob a orientação de um bom instrutor em passeios programados para esse fim).

  • Praia de Boa Viagem
  • Praia de Calhetas
  • Porto de Galinhas
  • Praia de Maria Farinha
  • Praias de Pina
  • Praia de Muro Alto
  • Praia de Maracaipe
  • Praias de Itamaracá
  • Praia de Coroa do Avião

Praia de Boa Viagem

O Cartão Postal de Recife, a Praia de Boa Viagem é a praia do recifense local. Uma praia urbana, que concentra a maioria dos hotéis, restaurantes, comércios e casas noturnas. Muitos gostam de caminhar ou correr por seus 7km de areias brancas fininhas e contemplar o mar azul intenso. A única ressalva é o risco de ataque de tubarões nas águas mais profundas – observe as orientações dos salva-vidas.

Praia de Calhetas

A praia de Calhetas é uma faixa de 200 metros com formato de coração, rodeada por rochas. Ideal para mergulho, pesca e surf, dentro do município de Cabo de Santo Agostinho,

Porto de Galinhas

A Praia de Porto de Galinhas está localizada no município de Ipojuca e é uma excelente base para explorar todo o litoral de Pernambuco –  Maracuipe, Muro Alto e toda a rota dos corais. A localidade ficou famosa não só pelos resorts de luxo e pousadas refinadas, mas pela beleza preservada de suas piscinas naturais e arrecifes repletos de peixinhos coloridos.

Praia de Pina

A praia de Pina é uma continuação da praia de Boa Viagem. Muito apropriada aos esportes aquáticos, como o kite surf e o windurf. Em algumas partes da praia você também pode praticar tênis, futebol e fazer caminhadas. Muito procurada pelas famílias locais no fim de semana.

Praia de Muro Alto

As belas praias de água limpa de Muro Alto, na cidade de Ipojuca, valem a pena o passeio. O nome Muro Alto se deve aos grandes penhascos e está localizada perto da famosa praia de Porto de Galinhas e do complexo industrial de Porto de Suape.

Praia de Coroa do Avião

Um lugar belíssimo, que formam piscinas naturais tranquilas. Em 1600, a ilha, (que tem cerca de 560 metros de comprimento e 80 metros de largura), foi conquistada pelos holandeses que construíram o forte no extremo sul, o Forte Orange.  A ilha também é o habitat natural das aves migratórias. 

Veja mais: Praias em Recife.

Passeios em Recife

Instituto Francisco Brennand de Recife -PE
Instituto Francisco Brennand de Recife -PE

Os passeios em Recife irão te surpreender!

Um dia no Recife Antigo

Percorreremos o Recife antigo e seus casarios coloridos: na Rua Bom Jesus, há um sem número de atrações. Começaremos por aquela selfie no Marco Zero e sua rosa dos ventos estilizada, passando pela primeira sinagoga das Américas, datada do século XVII. Depois, visitaremos o Museu Luiz Gonzaga para conhecer a trajetória e obra desse grande ícone pernambucano e seguiremos para o Instituto Renato Brennand. Pausa para fotos na ponte Maurício de Nassau. Almoçaremos a fantástica gastronomia nordestina e à tarde poderemos visitar o Museu Cais do Sertão para nos emocionarmos com a saga do povo nordestino. Nossa despedida acontecerá ou num café do Recife Antigo ou saboreando uma água de coco na praia de Boa Viagem.

Nadar com peixinhos em Porto de Galinhas

A famosíssima Praia de Porto de Galinhas está localizada no município de Ipojuca, a 52km de Recife. E olha, o passeio vale a pena, viu? Seja de barco ou de carro, começaremos nossa jornada, na qual explicarei um pouco da história local de Recife e Porto de Galinhas e seu papel fundamental na economia do nordeste. Depois partiremos para um dia muito divertido quando você poderá nadar com os peixinhos. Depois do almoço, conheceremos o Projeto Hippocampus, onde você ficará conhecendo mais sobre a vida marinha e as curiosidades sobre os Cavalos Marinhos.

Veja os melhores Pacotes de experiências em Recife  para você aproveitar MUITO a sua estadia! 

Veja mais: Passeios em Recife

iFriend em Recife

Você terá momentos ainda mais incríveis contratando um iFriend em Recife.

Letreiro de Recife

Recife, a Veneza Brasileira, está esperando sua visita!

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

Que tal?