HomeGuia de Viagem de Israel

Guia de Viagem de Israel

Bandeira do Estado de Israel
Israel é uma terra e um povo: sua história milenar marca a saga do povo judeu e suas raízes na Terra de Israel datada em 4000 anos.
0
(0)

Israel tem como capital Jerusalém, o berço das três maiores religiões mundiais. Um país milenar, ancestral onde o visitante geralmente tem por ideal conhecer suas origens.

Para uns, um lugar de religamento com as raízes espirituais, para outros, arquivo vivo cultural da humanidade.

Israel é um país rico, banhado pelos mares Mediterrâneo, Vermelho e Morto, com uma costa litorânea diversificada, que agrada a diferentes visitantes do mundo inteiro.

Vocação turística

Israel tem dois idiomas oficiais: o hebraico e o árabe, muito embora o inglês também seja muito utilizado, especialmente no turismo e pelos jovens. Os israelenses são muito amáveis e estão sempre dispostos a ajudar.

Anualmente, estima-se que o país receba cerca de 4,5 milhões de visitantes.

Para quem busca vida noturna intensa em uma cidade cosmopolita, você encontrará em Tel Aviv. Se está buscando pelas manifestações religiosas, então Jerusalém será sua casa.

Se o visitante estiverm em busca de natureza e belíssimos oasis, não deixe de conhecer  o deserto Neguev e as praias do Mar Morto.

Dicas importantes ao viajar para Israel

  • Antes de pensar em viajar para Israel mantenha seu passaporte atualizado. Os passaportes novos são providos de um chip que tornará fácil todo o processo de check-in, evitando um desgaste desnecessário nas longas filas da alfândega. Ao chegar no aeroporto, dirija-se até ao terminal de autoatendimento numa máquina especial para a emissão do cartão/visto.
  • O único aeroporto internacional de Israel é o Ben Gurion, próximo a Tel Aviv / Jaffa – a segurança nesse aeroporto é reforçada e muito severa. Aconselhamos que você tenha paciência e responda todas as questões das autoridades caso seja selecionado para inspeção.
  • Procure respeitar as 3 horas de antecedência ao embarque, sugeridas em voos internacionais.  Leve o mínimo necessário na bagagem de mão e tenha paciência para esperar tudo ser minuciosamente revistado.
  • No geral, Israel é um país bastante aberto e muito próximo à cultura europeia em comportamento e modo de se vestir não há muitas restrições, mas considere trajes mais reservados quando se dirigir a parte religiosa do país. Ombros e pernas cobertos. Saias e calças largas para mulheres – o uso do lenço na cabeça é de bom tom. Os homens devem usar calças e manter os ombros cobertos. Em alguns lugares é obrigatório o uso do Qipá (aquele adereço que os homens judeus utilizam)
  • Atenção aos shabats e feriados – Israel tem uma cultura muito diferente da nossa e lá os shabats: sábados, domingos e feriados são considerados dias de descanso e inatividade. Portanto, “sextou” por lá é para descansar, dormir, só.
  • Em Tel Aviv, como é uma cidade moderna, os bares e restaurantes funcionam normalmente, no entanto, o transporte público e os taxis não operam com normalidade. Nas demais cidades, o Shabat é mais tradicional e quase ninguém trabalha, o mesmo ocorre para os feriados religiosos. Fique atento e confira os feriados mais importantes no site Super Coloring.

Destaques

Às margens do MediterrâneoBerço de três religiões Experiência em um kibutz
Em Tel Aviv você encontra animados hotéis às margens do mar Mediterrâneo. As ruas da segunda cidade mais importante, abraça o melhor de dois mundos – o velho, rico em história milenar e o novo atual e vibrante. Tel Aviv, é conhecido por suas praias e pela arquitetura Bauhaus. Israel é considerada “A Terra Santa” bíblica por judeus, cristãos e muçulmanos. Os locais mais sagrados ficam em Jerusalém, a capital do país. Na Cidade Antiga, em Jerusalém, o complexo do Monte do Templo compreende o Domo da Rocha, o histórico Muro das Lamentações, a Mesquita de Al-Aqsa e a Igreja do Santo Sepulcro.Cleópatra, a grande rainha do Egito costumava usar a lama do Mar Morto em seus banhos de beleza, assim como o Rei Herodes que descansava na região.  Uma terra coroada por reis e onde nasceu Jesus, deixando seu legado até os dias atuais.   

O que fazer em Israel

basílica da Natividade em Belém, Israel.

Um roteiro por Israel compreende praias, lagos, desertos, reservas ambientais e muitos sítios arqueológicos. Você não ficará parado por muito tempo e, para você conhecer todas as peculiaridades das cidades, nada melhor do que conhecer Israel com um iFriend.

Roteiro de três dias

Primeiro dia

Belém e Jericó

Conheça a história do cristianismo saindo de Jerusalém com destino à Belém, cidade natal do Rei Davi e local de nascimento de Jesus. Contemple a Praça da Manjedoura, que abriga uma das igrejas mais antigas do mundo, a Igreja da Natividade. Abaixo da Igreja encontra-se a gruta e o local exato do nascimento de Jesus. A vizinha Igreja de Santa Catarina, em honra a uma das primeiras cristãs, também merece uma visita. Após essa viagem aos tempos dos primeiros cristãos, siga para a Gruta do Leite, onde Maria cuidou de Jesus quando recém-nascido.

Antes de sair de Belém, percorra os Campos do Pastor e a igreja no local. Em seguida, percorra parte do Deserto da Judéia e pouse na Pousada do Bom Samaritano e volte pelo caminho de Jericó, a cidade mais antiga do mundo. Em Jericó, visite o sítio arqueológico de Tel Essultan, onde as escavações revelaram descobertas antigas, nas ruínas das muralhas cananeias, fornecendo uma visão sobre a conquista de Jericó por Josué.

Termine esse primeiro dia com uma visita ao monte da antiga Jericó, onde 25 cidades antigas foram descobertas. Pernoite em Jerusalém para continuar essa aventura.

Segundo dia

Nas pegadas de Jesus

Um dia para muitas reflexões em Jerusalém: comece seu passeio por um tour no Monte das Oliveiras, visitando o local da Ascensão e a Igreja do Patre Nostre, construída por Constantino o Grande, uma basílica do século IV, construída no topo do monte, para marcar a Ascensão de Jesus Cristo. A igreja abriga dezenas e dezenas de painéis, cada um reproduzindo o Pai Nosso em 123 idiomas diferentes. Após uma visão da Velha e da Nova Jerusalém, incluindo o Monte do Templo, entre na Igreja Dominus Flevit, erigida no local onde Jesus teria chorado e se lamentado ao prever a destruição de Jerusalém.

Ao pé do Monte entre também na Igreja de Todas as Nações no Jardim do Getsêmani, o local da captura de Jesus pelos romanos. Antes de subir à Cidade Velha e entrar pelo Portão do Leão, percorra o Vale do Cédron e visite o cemitério judeu de três mil anos no Monte das Oliveiras, com os sepulcros monumentais localizados em sua base.

Visite o Muro das Lamentações (e túneis, com agendada), o Santo Sepulcro e o mercado árabe (cuidado com os batedores de carteiras).

Como último ponto turístico do dia, entre no Convento das Irmãs de Sião, localizado no final da Via Dolorosa. Debaixo do convento, nas calçadas de pedra antigas, você poderá ver entalhes gravados nas pedras usadas pelos soldados romanos para jogos.

Terceiro dia

Volte para Jaffa e conheça Yad Nashem, o Museu do Holocausto. Visite também o Museu de Israel, sobre a fundação do país, criado em 1948. Na rua Ben Yehuda há muitas lojinhas para turistas e restaurantes.

Para uma experiência de viagem completa não deixe de conhecer um kibutz – uma pequena comunidade israelense economicamente autônoma com base em trabalho agrícola ou agroindustrial, conduzida de forma igualitária e democrática, obtida pela propriedade coletiva dos meios de produção e da administração. Sua administração é realizada por todos os seus integrantes em assembleias gerais regulares. Muitas pessoas buscam essa experiência como voluntários para compreender os processos administrativos.  

Roteiro mais dias

Se você pretende ficar mais dias em Israel, você poderá aproveitar e fazer diversos roteiros históricos e bíblicos. Comece com a ida em Massada, fortaleza de mais de dois mil anos construída pelo Rei Herodes – você pode chegar lá à pé ou de bondinho (a melhor opção sobretudo no verão).

Você não deve perder a Mineral Beach, as praias do Mar Morto, que permitirá você ter momentos divertidos de flutuação, graças à quantidade de sal presente na água, e o famoso “banho de lama” com propriedades medicinais.

Um roteiro histórico muito interessante para os que gostam de histórias bíblicas é o Rosh Hanikra, na belíssima região de fronteira com o Líbano. Passe pelas cidades de Haifa, onde tem o Mont Carmel e o lindo Bahai Garden; Acre, uma cidade medieval do tempo das Cruzadas, parte da Palestina no pós-1a guerra e a Cesaréa, a antiga capital romana, com muitas ruínas e sítios arqueológicos.

A cena jovem fica por conta de Eilat, um balneário animadíssimo, com casas bonitas, restaurantes e vida noturna. Em Coral Beach, você pode optar entre snorkel, parasailing e  diversos esportes aquáticos.

Em Tel Aviv não deixe de conhecer o Museu de Arte de Tel Aviv e a arquitetura Bauhaus da região de “White City” – Bauhaus é um estilo de arte moderna alemã, na década de 1920.  Visite também o Neve Tzedek, o primeiro bairro de Tel Aviv, datado do século 19 – aproveite os restaurantes e as tradicionais comidas israelenses.

Veja também: O que fazer em Israel

Quando visitar Israel

Monte do templo Jerusalem

O clima em Israel costuma ser seco e quente no verão – aproveite essa ocasião para visitar e fazer os principais passeios nas cidades históricas do entorno de Jerusalém e obter os melhores registros. O inverno costuma ser úmido e com temperaturas amenas.

Vale lembrar que Israel é um país pequeno, menor que Sergipe, um dos menores estados brasileiros. Apesar da pequena extensão, a geografia local é muito rica e contribui para as grandes variações climáticas. No verão, altas temperaturas nas praias e desertos e, no inverno montes cobertos de neve.    

O visitante também deverá ter em mente que Israel é cercado de tradições religiosas: deve ter atenção às datas comemorativas que podem aumentar consideravelmente o número de visitantes nos pontos turísticos e influenciar os preços de hotéis e passeios.

Alta temporada

  • Prós: Conhecer muitas pessoas, de diferentes países e culturas, há uma profusão de visitantes de diversos lugares. Grande variedade de atrações, muitas pessoas nas ruas e nos eventos, bares, passeios.
  • Contras: A alta temporada compreende preços menos atrativos. Lugares lotados, ingressos esgotados, variação de preços em hotéis e passagens aéreas.

Baixa temporada

  • Prós: Os lugares estão mais vazios, valores mais acessíveis, ingressos disponíveis. Bares e restaurantes com serviços diferenciados.
  • Contras: Não há muitos eventos na baixa temporada, há uma tendência em encontrar a cidade mais vazia e com isso, menos turisticamente atraente.

Leia também: Quando visitar Israel

Gastronomia e o que comer em Israel

Hommus Tahine - prato tradicional de Israel

Os melhores pratos da gastronomia israelense você confere nos principais restaurantes e barraquinhas de rua. Alguns pratos são muito comuns em todo o Oriente Médio como a pasta de hommus, o tahine, quibe, tabule entre outras delícias.

Falafel é o prato nacional de Israel e se você é fã desses famosos bolinhos de grão de bico, não vai passar fome. A combinação básica de grão de bico, tahini , alho e limão é saborosa por si só, o famoso Hommus tahine, mas existem muitas variações. Alguns incluem cominho , muitos são polvilhados com sumagre e outros são cobertos com pinhões; tem até hummus com carne moída frita por cima.

Destaque especial para o Burika – um lanche de rua que simplesmente não pode ser esquecido. Um crepe fino e saboroso, recheado com purê de batata e ovo antes de ser frito até ficar crocante. Em seguida, é recheado dentro de uma pitta com molho picante e salada, para ser comido enquanto você caminha pelos mercados, o verdadeiro must também preparado na versão vegana.  

Restaurantes em Jerusalém

  • Ben Sirá Hommus – Ben Sira St 3. (cozinha típica)
  • Tala Hummus e Falafel – Shlomo ha-Melekh St 3-7. (cozinha típica)
  • The Eucalyptus – Felt St 14. (cozinha típica)
  • Pergamon restaurant – Heleni ha-Malka St 7 (cozinha mediterrânea)
  • Machneyhuda – Beit Ya’akov St 10 (cozinha típica)
  • Aricha Sabich – Agripas St 83 (cozinha Kosher)
  • Azura – Ha-Eshkol St 4 (cozinha oriente médio)
  • Jachnum Bar – HaEgoz St 30 (cozinha típica)
  • Ishtabach – Beit Ya’akov St 1(cozinha Kosher)
  • Nagila – Mashiach Borochof 5 (at, Agripas St) (Vegano)
  • Crave Gourmet Street Food – Ha-Shikma St 1 (carnes)
  • Focaccia bar – 4 94582, Rabbi Akiva St (italiano)

Restaurantes em Tel Aviv

  • Hommus Abu Hassan – Ha-Dolfin St 1 (um dos restaurantes mais antigos de Tel Aviv)
  • La shuk – Dizengoff St 92 (cozinha típica)
  • Kukiza – Ben Yehuda St 20 (cozinha típica)
  • Bocca bocca – HaCarmel St 40 (italiano)
  • Taizu – Derech Menachem Begin 23(asiático)
  • Balinjera – Malan St 4 (etíope)
  • Yaffo Tel Aviv – Yigal Alon St 98 (típico)
  • Hatrachi Meat and Wine – Heihal HaTalmud St 4 (carnes)
  • Yashka – Dizengoff St 105 (Kosher)
  • Shila by Chef Sharon Cohen – Ben Yehuda St 182 (gourmet)

Veja também: O que Comer em Israel

Pontos turísticos em Israel 

Vista de Jerusalem

Um país sagrado para as três maiores religiões do mundo tem paisagens ancestrais e muitos pontos turísticos históricos, que envolvem as tradições de 4000 anos.

Israel, a Terra Santa, é uma região que motivou cruzadas, intifadas e batalhas campais. Israel é um estado muito jovem, criado em 1948 para trazer de volta os judeus espalhados pelo mundo, expulsos pelos romanos e vitimados pelo holocausto, durante a Segunda Guerra.

Percorra os inúmeros pontos históricos em Jerusalém, por lugares onde Jesus e seus discípulos passaram. Conheça a vida comunitária dos kibutzim, em suas vivências comunitárias pacíficas e democraticamente organizadas. Suba ao alto do forte em Masada, construído pelo Rei Herodes e veja, aos seus pés, o Mar Morto, a mais profunda depressão terrestre, quase 400 metros abaixo do nível do mar – suas águas são tão salgadas que é praticamente impossível afundar nelas.

Confira alguns dos inúmeros pontos turísticos de Israel e emocione-se:

Jerusalém

  • Monte do Templo,
  • Santo Sepulcro
  • Muro das lamentações
  • Monte das Oliveiras,
  • Cúpula da Rocha,
  • Basílica da Natividade
  • Torre de Davi

Belém

  • Praça da Manjedoura,
  • Igreja de Santa Catarina,
  • Gruta do Leite,
  • Campos do Pastor,
  • Deserto da Judéia,
  • Pousada do Bom Samaritano.

Jericó

  • Sítio arqueológico de Tel Essultan,
  • ruínas das muralhas cananeias,
  • Igreja de Patre Nostre,
  • Igreja Dominus Flevit,
  • Igreja de Todas as Nações,
  • Jardim do Getsêmani,
  • Cidade Velha,
  • Portão do Leão,
  • Vale do Cédron,
  • Convento das irmãs de Sião,
  • Via Dolorosa.

Jaffa

  • Yad NashemMuseu do Holocausto,
  • rua Ben Yehuda,
  • Museu de Israel.
  • Massada
  • Mineral Beach,
  • Praias do Mar Morto,
  • Passeios pelas cidades de: Rosh Hanikra, Haifa, Cesaréa. 

Tel Aviv

  • Museu de Arte,
  • White City,
  • Neve Tzedek,
  • Porto de Jaffa
  • Mercado Karmel
  • Parque Há Yarkon
  • Museu Terra de Israel

Veja também: Passeios em Israel

Praias de Israel      

Praia de Eilat - Tel Aviv

Israel tem praias urbanas e privadas, com areias douradas e reluzentes, de águas medicinais e cristalinas.  O litoral israelense está composto de uma excelente rede de hotéis, hostels, resorts, restaurantes e night clubs – Tudo para uma experiência de viagem perfeita!

A faixa litorânea de Tel Aviv, é a praia de todas as tribos: a cidade possui praias especificamente frequentadas por famílias, religiosos, público LGBTQ+, surfistas e por cães!

Hilton Beach – logo abaixo do hotel de mesmo nome em Tel Aviv, é o lugar certo se você preferir sua praia cheia de gente e animação. Um favorito entre os jovens e a comunidade LGBT, também é acessível para pessoas com deficiência, com uma estrada de acesso à água e vestiários adaptados

Praia Habonim-Dor – o melhor local à beira-mar, a uma hora de carro de Tel Aviv – perfeita para acampar e visitar as ruinas próximas.

Eilat – A região é o paraíso dos resorts, com praias de areia dourada e dias ensolarados. Lá você poderá nadar com golfinhos, fazer mergulho de profundidade e conhecer arrecifes de corais. Underwater Observatory Marine Park (Parque Marinho de Observatório Subaquático), onde é possível conferir a diversidade marinha nos aquários.

Mar Morto – Apesar de ser chamado de mar, o mar morto é um grande lago com altas concentrações de sal, o que faz o visitante ter momentos divertidos de flutuação – suas águas têm propriedades medicinais.

Praia Mikhmoret – localizada ao norte de Netanya, o que a torna facilmente acessível e possui uma atmosfera calma e relaxante mais em sintonia com os pontos mais remotos, mas ao lado de conveniências como banheiros, vestiários e um café à beira-mar.

Praia Alma – Depois de passar por gramados bem cuidados, você chegará a uma modesta faixa de areia. Povoada por moradores jovens e mais velhos que procuram um pouco de paz, é um pequeno refúgio entre a agitação da cidade. Nesta praia são permitidos cães sem coleira.

Veja também: As melhores experiências em Israel com um iFriend

Praia de Palmachim – aos sábados está absolutamente lotada, mas vá até lá nos outros dias para experimentar uma das praias mais lindas do país. Uma praia adorável numa reserva ambiental preservada.

Praia Zikim – Praia mais meridional de Israel ao longo do Mediterrâneo é uma faixa de areia que faz fronteira com uma imponente usina de energia de um lado e a Faixa de Gaza do outro. A Praia é frequentada por habitantes locais, banhistas tranquilos e muitos jovens que passam a noite lá.

Dado Beach – é a praia mais popular de Haifa. Possui um longo calçadão, restaurantes, cafés e até um anfiteatro, tornando-se uma praia urbana perfeita.

Kalia Beach – Localizada na parte do Mar Morto mais próxima de Jerusalém, a grande praia é uma das preferidas dos habitantes de Jerusalém durante o dia, no ponto mais baixo da Terra. Aproveite a lama medicinal que é excelente para a pele.

Praia de Gofra – está localizada às margens do Mar da Galiléia, que não é um mar, mas um lago. Ainda assim, nenhum verão israelense estaria completo sem uma estada no Lago Kinneret e suas praias de seixos arborizadas. Gofra está situada no lado leste do lago, do outro lado do lago Tiberíades.

Veja também: As praias de Israel

Passeios em Israel

Muro das Lamentações Jerusalém

Tour Histórico e Religioso por Jerusalém

O Tour histórico e religioso por Jerusalém começa pela cidade de Jerusalém, no Monte das Oliveiras: solo sagrado com 4.000 anos de história, mergulhando em relatos bíblicos que de alguma forma estão presentes em nossas memórias. Neste lugar você conhecerá melhor sobre a história do povo judeu, desde a época de Abraão até o moderno estado de Israel.

Ao descer do monte, caminhando pelo Getsemani, local da agonia de Jesus, suas lindas igrejas, e oliveiras de 2000 anos.

Um momento de meditação na trilha sagrada da “Via Dolorosa“, com suas ruínas históricas, sensações milenares do mosaico cultural de Jerusalém, até a basílica do Santo Sepulcro, o lugar de fé mais visitado, por pessoas do mundo inteiro.

A Torre de David, o bairro judeu, o bairro armênio, o Cenáculo, onde aconteceu a última ceia, a importantíssima Porta de Sião, que conta a história dos judeus na Cidade Santa. O passeio termina no Muro das lamentações, com parte da esplanada do templo do primeiro século, construído por Herodes – o Grande, ainda conservada.

Monte das Oliveiras, Getsemani, Tanque de Betesda, Via Dolorosa, Santo Sepulcro, Calvário, bairro judaico, Monte Sião, Cenáculo, Torre de David, Bairro Armênio e Muro das Lamentações.

Galiléia Espetacular

O Tour Galileia Espetacular, mostra a beleza do lugar onde Jesus nasceu, superdesenvolvida para a época.  Tinha um vasto comercio de pesca e agricultura e era densamente povoada.  Nesse cenário com muitas histórias para contar, você terá um dia agradável na Galileia, visitando os principais pontos importantes para o Cristianismo.

Monte das Bem Aventuranças, Tabhga, Cafarnaum, Magdala, Rio Jordão e Passeio de Barco no Mar da Galileia, Tanque de Betesda, Santo Sepulcro e Muro das Lamentações.

iFriends em Israel

Viva mais experiências incríveis em Israel com os iFriends

Uma viagem à Israel não estará completa sem a companhia de um guia local e os iFriends possibilitarão uma viagem muito mais completa, com roteiros personalizados mostrando o melhor da Terra Santa e curiosidades que você não sabe!

  • SérgioO Sérgio é guia brasileiro licenciado pelo Ministério do Turismo de Israel a mais de 10 anos. Um apaixonado por Israel e profundo conhecedor da Cultura Judaica e história de Israel tem roteiros personalizados para grupos e famílias.
  • RaquelA Raquel é licenciada em História, Teologia, e pós-graduada em Ensino religioso e Antropologia da História de Israel e vai te levar para caminhar nas ruas de Jerusalém. Um roteiro bíblico, que fará você sentir a história, com suas cores e sabores.
  • YehoshuaO Yehoshua vai te apresentar locais bíblicos e históricos em Israel de uma maneira diferente. Uma visão bíblica judaica e sionista de Israel. Você terá tempo para orar e buscar a essência de Deus, onde os patriarcas tinham grandes encontros com Ele.

Conheça outros iFriends de Israel e tenha experiências únicas conhecendo os principais pontos da cidade com a melhor companhia!

Vista Aérea de Jerusalem

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 0 / 5. Votos: 0

Que tal?