HomeGuia de viagem: Dublin

Guia de viagem: Dublin

Castelo de Dublin
Você vai adorar conhecer Dublin neste guia completo!
0
(0)

A capital da República da Irlanda, Dublin, fica na costa oriental do país, na foz do Rio Liffey, que divide a cidade em duas partes.

Cheia de história e tradição, é uma metrópole bem tranquila com um povo bastante hospitaleiro. Suas ruas pacatas são de fácil locomoção a pé e os turistas adoram conhecê-las caminhando por entre edifícios de arquitetura georgiana do século 18.

Dublin é uma das maiores e mais antigas cidades da Europa. É a sede do Google no continente, a capital dos mais de mil pubs, lojas interessantes, galerias de arte, restaurantes estrelados, teatros, parques e prédios importantes, como o Trinity College, lar do Livro de Kells.

Vocação turística de Dublin

Apesar de ser um local delicioso para passeios a pé, o centro de Dublin é bastante agitado, o que é comum nas cidades grandes. O trânsito é um pouco engarrafado, mas o transporte público compensa, sendo bastante eficiente. Os principais meios de transportes em Dublin são o ônibus (Dublin Bus), o bondinho elétrico (Luas) e o trem (Dart).

A moeda oficial do país é o euro. Você pode levar dólares americanos para trocá-los nas casas de câmbio. Evite os aeroportos para uma melhor cotação! Além disso, a ilha da Irlanda – que engloba a República da Irlanda e a Irlanda do Norte – tem dois idiomas oficiais: o irlandês (gaélico) e o inglês, que facilita a vida dos turistas.

Dublin é um destino com infinitas opções, tanto para o dia quanto para a noite. Alguns locais da capital irlandesa merecem destaque: a Castelo de Dublin, a região de Temple Bar, o calçadão da Grafton Street e a Guinness Storehouse, sede da cerveja Guinness.

O que fazer em Dublin?

O Connell Street
O Connell Street

Uma capital charmosa, jovial e de tesouros históricos. Dublin abriga os melhores pubs da Irlanda, museus e bibliotecas, parques com áreas verdes excepcionais, além da autêntica cerveja irlandesa. Um roteiro de três dias é suficiente para conhecer o melhor da cidade e colecionar boas memórias.

Confira o que nossa equipe preparou para a sua viagem!

Primeiro dia 

Comece o dia fazendo um tour guiado pelo Castelo de Dublin, na Dame Street. Ele é a antiga sede fortificada do governo britânico na Irlanda, o qual durou até 1922. Além de ter acesso a determinadas áreas do castelo, tais como os Aposentos de Estado ou a Capela Real, é interessante passear pelos jardins na parte traseira do castelo, onde se encontram vestígios de suas antigas muralhas.

Depois é hora de conhecer uma das principais atrações de Dublin, a Guinness Storehouse, sede de uma das cervejarias mais conhecidas do mundo. No edifício de sete andares com o formato de um copo de cerveja gigante, os visitantes podem passar algumas horas descobrindo a história da famosa marca de cerveja até os dias de hoje. O tour termina no Gravity Bar, no último andar, onde é possível degustar gratuitamente a cerveja e apreciar uma das vistas mais lindas da cidade.

À noite, a boa pedida é explorar o Temple Bar, bairro boêmio da capital. Se estiver animado para uma balada, o The Club M e o The Button Factory são algumas das mais famosas. Já o The Temple Bar é o pub mais popular.

Segundo dia 

No seu segundo dia, você irá visitar a Christ Church Cathedral, conhecida como o “coração espiritual” de Dublin. O edifício imponente se destaca por abrigar em seu interior uma exposição museológica permanente, a Treasures of Christ Church.

O passeio continua no Long Room da Trinity College, uma das mais belas bibliotecas do planeta dentro de uma universidade que é uma grande atração turística. Na Long Room, todos os olhos estão voltados para o Book of Kells. Trata-se de um manuscrito ilustrado feito por monges celtas por volta do ano 800. É considerado uma das maiores relíquias da arte religiosa medieval.

Próximo da Trinity College está o The Little Museum of Dublin, pequeno museu que conta a vasta história da cidade no século XX com o recurso de objetos doados pelos próprios moradores da capital.

Feche seu dia jantando em um bom restaurante de Dublin. Recomendamos o Chapter One, detentor de uma estrela Michelin e com localização privilegiada. Ele fica no porão do Museu de Escritores, que também vale a visita.

Terceiro dia 

O terceiro e último dia inicia com mais uma atração para os amantes da arte. O National Gallery of Ireland é um museu gratuito com uma coleção de arte europeia ocidental com obras que vão desde os tempos medievais a peças mais contemporâneas.

Pertinho do National Gallery está a Merrion Square, uma das mais prestigiadas praças de Dublin, a qual é igualmente conhecida pelo seu enorme parque público, uma espécie de oásis de plantas e flores no meio da cidade. O parque conta com estátuas de algumas personalidades importantes da Irlanda, como a de Oscar Wilde, importante dramaturgo, poeta e escritor irlandês.

Depois, dedique seu tempo a caminhar pelas ruas da cidade e junto ao rio Liffey. É um passeio delicioso caminhar pela capital irlandesa admirando a arquitetura georgiana, com edifícios de tijolo laranja-avermelhado ou outras combinações mais coloridas. Não deixe de passar pelas ruas O’Connell Street, Dame Street e Grafton Street. E ainda: sinta o privilégio de estar à beira do rio Liffey, principalmente à noite, com lindas vistas.

Veja também: o que fazer em Dublin

Destaques

Um bairro de personalidade e muito agitoTradição e qualidadeTerrinha de estrelas do rock
Temple Bar é um bairro de Dublin à beira-rio, onde se concentram alguns dos melhores restaurantes e pubs da cidade. O mais famoso pub é o The Temple Bar. O local também abriga diferentes mercados, galerias de arte e lojas de moda alternativa.  A Irlanda é um país que tem tradição na produção de bebidas como cervejas, uísques e drinks alcoólicos (como o cremoso café irlandês). Se você gosta, não deixe de experimentar a cerveja Guinness e o uísque Jameson. Além disso, aproveite para visitar a Guiness Storehouse, sede da cerveja.  U2 é uma banda de Dublin, formada em 1976, que se tornou fenômeno mundial. Para seus fãs, não tem como planejar uma viagem à capital sem incluir algo relacionado a eles no roteiro. Hanover Quay, no Grand Canal Dock, é um local onde havia um estúdio no qual a banda de rock irlandesa costumava ensaiar.

Quando visitar Dublin?

dublin-christ-church-cathedral-irlanda
dublin-christ-church-cathedral-irlanda

A capital irlandesa tem invernos rigorosos e verões mais amenos

A melhor época para visitar Dublin é nos meses de verão (junho a agosto), embora uma viagem à cidade seja boa em qualquer período do ano. Porém, não espere muito calor dessa estação, pois os termômetros dificilmente passam dos 20ºC. É no verão que as ruas ficam mais cheias e a capital ganha programações ao ar livre.

O clima não é um dos mais atrativos em Dublin. Apesar de ser mais comum durante o inverno (dezembro a fevereiro), a chuva também pode cair no verão e em outras estações. Porém, não cai temporais como no Brasil. A chuva da cidade é leve e não é motivo para deixar de fazer os passeios.

Já o inverno irlandês pode ser um pouco desagradável para nós, brasileiros. As temperaturas ficam entre 2ºC e 10ºC de novembro a março, então, considere levar muitas roupas de frio nesse período do ano.

Alta Temporada

  • Prós – A possibilidade de chuvas é menor, ideal para o visitante poder conhecer todos os pontos turísticos da região. A cidade fica mais animada e com mais opções de programas para fazer. 
  • Contras – Os valores cobrados em aéreo e hospedagem ficam acima do normal. As atrações ficam mais cheias e você pode ter que enfrentar algumas filas.  

Baixa Temporada

  • Prós – A cidade fica menos cheia e os preços praticados são mais em conta. Fica mais fácil visitar os pontos turísticos sem precisar enfrentar filas.  
  • Contras – Como a cidade tem um menor fluxo de turistas, há menos programações na cidade. Além disso, o frio pode ser desconfortável na baixa temporada. 

Veja também: Quando visitar Dublin

Gastronomia e o que comer em Dublin?

Café da manhã irlanda
Café da manhã irlanda

Uma viagem para comer – e beber – tudo da melhor qualidade

Não faltam opções para comer em Dublin e comer bem. Restaurantes especializados em culinárias internacionais, fast foods, deliciosos cafés e centenas de pubs que servem diversos pratos da cozinha irlandesa.

O Irish Breakfast (café da manhã irlandês), com fatias de bacon, ovos, salsichas, black pudding (chorizo de sangue), feijão, entre outros produtos, é uma boa maneira de iniciar o dia conhecendo a gastronomia local e se sentindo satisfeito por algumas horas.

Outro destaque da gastronomia irlandesa é o Irish Stew. Trata-se de um ensopado de carne preparado com cerveja Guinness, servido com purê de batatas. A batata, aliás, é um alimento muito apreciado na culinária do país. Já o Coddle é feito com linguiça defumada ou salsicha de porto, mas também leva batatas e ainda bacon e cebola.

E a lista não para nos deliciosos pratos típicos. A Irlanda é um país que tem tradição na produção de bebidas como cervejas, uísques e drinks alcoólicos (como o cremoso café irlandês). Se você gosta, não deixe de experimentar a cerveja Guinness e o uísque Jameson. 

Restaurantes em Dublin

  • O’Neills Bar & Restaurant – 2 Suffolk St
  • The Temple Bar – 47-48, Temple Bar
  • Quays 16 – 16 N Wall Quay, North Dock
  • The Vintage Kitchen – 7 Poolbeg St
  • Mr Fox – 38 Parnell Square W, Rotunda
  • Mulberry Garden – Mulberry Ln

Veja também: Onde comer em Dublin

Pontos Turísticos de Dublin

Oscar Wilde em Merrion Square
Oscar Wilde em Merrion Square

Uma capital vibrante com pontos de interesse imperdíveis

Graças a seus pontos turísticos, Dublin está na lista das metrópoles mais vibrantes da Europa. Além disso, é um dos destinos favoritos de estudantes brasileiros que vão para a Irlanda para aprender inglês. Como uma boa capital europeia, Dublin oferece atrações sensacionais, seja para quem vai a turismo ou para fazer intercâmbio.

  • Dublin Castle – Situado na Dame Street, coração da capital, o Castelo de Dublin esconde muitas histórias passadas da realeza. Inaugurado em 1204, o local serviu de fortaleza, prisão, casa do tesouro e da justiça e sede da administração inglesa durante 700 anos. Depois, deu guarida à corte irlandesa até se estabelecer como lugar de recepções a chefes de estado e cerimoniais mais importantes do governo. Para quem não desejar fazer o tour pelo Castelo, talvez se interesse em dar uma volta pelos jardins, abertos à visitação. Ao total, o terreno onde se localiza o Castelo de Dublin mede 44 mil metros quadrados.
  • Guinness Storehouse – Uma das principais atrações da capital, a Guinness Storehouse é a sede da cerveja Guiness, maior patrimônio irlandês. O prédio de sete andares é ultramoderno e interativo, totalmente dedicada à história da famosa marca, desde a fundação (há 250 anos) até os dias atuais. Você ainda pode provar da bebida no Gravity Bar, um bar redondo cercado por vidros que fica no último andar do prédio, oferecendo uma visão panorâmica da cidade.
  • Temple Bar – Temple Bar é um bairro de Dublin à beira-rio, onde se concentram alguns dos melhores restaurantes e pubs da cidade. O mais famoso pub é o The Temple Bar. O local também abriga diferentes mercados, galerias de arte e lojas de moda alternativa.
  • Christ Church Cathedral – Uma igreja medieval, construída em 1038 pelo rei viking da época, a Christ Church Cathedral é a igreja mais antiga da cidade. Ela possui a maior cripta de todas as catedrais da Grã-Bretanha e da Irlanda.
  • Trinity College – Fundada em 1592, a Trinity College é a instituição educacional de maior prestígio do país. Seu campus de 190 mil m² atrai turistas pelos seus prédios históricos. Sua biblioteca, a Long Room, é uma atração imperdível. Ela conta com 200 mil volumes, incluindo o Book of Kells, manuscrito mais valioso da Idade Média.
  • Merrion Square – Uma das praças mais queridas da cidade, a Merrion Square é repleta de história. É uma praça/parque cercada em três lados por casas de estilo georgiano (com suas charmosas portas coloridas). Além disso, é rodeada de prédios importantes, como o National Gallery of Ireland e o National History Museum. O parque conta com estátuas de algumas personalidades importantes da Irlanda, como a de Oscar Wilde, importante dramaturgo, poeta e escritor irlandês.
  • National Gallery of Ireland – O National Gallery of Ireland é um museu que abriga a coleção nacional de arte irlandesa e europeia, localizado no centro de Dublin, com uma entrada na Merrion Square.
  • Hanover Quay – U2 é uma banda de Dublin, formada em 1976, que se tornou fenômeno mundial. Para seus fãs, não tem como planejar uma viagem à capital sem incluir algo relacionado a eles no roteiro. Hanover Quay, no Grand Canal Dock, é um local onde havia um estúdio no qual a banda de rock irlandesa costumava ensaiar.
  • Phoenix Park – É o maior parque urbano europeu, com mais de 700 hectares de extensão, localizado a 3 Km do centro da cidade. O ideal é alugar uma bicicleta para poder conhecê-lo por completo.

Veja também: Pontos turísticos de Dublin

iFriend: Guia de viagem em Dublin

Agora que você já conhece os pontos turísticos de Dublin, escolher um guia de viagem para acompanhá-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

Por que um iFriend?

O iFriend permite que você conheça a cidade que está visitando do ponto de vista local. Com a empresa iFriend, você otimiza seu tempo e aproveita as melhores coisas para fazer, especialmente lugares únicos que só os locais conhecem.

Além disso, você estará apoiando uma variedade de comunidades ao redor do mundo, especialmente estudantes universitários, aposentados, educadores e profissionais de turismo.

O Connell Street
O Connell Street

Dublin, a apaixonante capital da Irlanda, espera sua visita!

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 0 / 5. Votos: 0

Que tal?