HomeGuia de viagem Cidade do México

Guia de viagem Cidade do México

Zócalo
Você vai adorar conhecer a Cidade do México neste guia completo!
5
(1)

Rica em patrimônio cultural e um dos berços da cultura asteca, a Cidade do México, capital e maior cidade do país, atrai turistas que desejam conhecer uma das maiores cidades do mundo.

A cidade é imensa e tem uma grande quantidade de atrações turísticas, o que vai te deixar com a sensação que, independente de quantos dias durar sua viagem, muita coisa ficou faltando no seu roteiro.

Apesar de gigante, a localização dos pontos turísticos e a infraestrutura de transporte, hotelaria e gastronomia são excelentes.

Além disso, a capital respira história e arte: você poderá mergulhar pelo mundo de Frida Kahlo, conhecer detalhes do Império Asteca, provar sabores exóticos e curtir a noite mexicana.

Para não perder as principais atrações e que mais te agradam, você vai precisar de um bom planejamento e ele deve ser feito bem antes de sair de casa.

Vocação turística da Cidade do México

Se você vai viajar para a Cidade do México, tenha em mente que será necessário organização. Além de muito grande, a cidade tem um trânsito intenso. Uma dica é se juntar a aplicativos de locomoção, como Google Maps e Foursquare, e montar o seu mapa de viagem. O importante é saber onde está cada museu, restaurante, shopping ou qualquer outro local que pretende ir. Isso ajudará a economizar tempo com deslocamento e a viagem vai render muito mais.

Não recomendamos que você alugue um carro para a sua viagem para não ficar preso em engarrafamentos. Utilize o transporte público. O metrô e o metrobus são opções limpas, rápidas, baratas e seguras. 

A moeda oficial do México é o peso mexicano, mas o ideal é que você leve alguns dólares consigo. Você pode encontrar casas de câmbio confiáveis na Zona Rosa ou no centro histórico. 

Provavelmente seu maior gasto na viagem será com as passagens aéreas. Portanto, pesquise o máximo que puder, use o alerta de preços dos sites e, se for possível, evite viajar nos fins de semana: as passagens são mais baratas para voos em dias úteis.

Veja também: Porque visitar a Cidade do México

O que fazer na Cidade do México?

Templo Mayor - Teotihuacan
Templo Mayor – Teotihuacan

Os melhores roteiros da capital mexicana como você nunca viu!

A capital mexicana tem dezenas de museus, palácios, monumentos e prédios que prendem a atenção dos visitantes. Está na hora de mergulhar nos mercados de artesanato, experimentar os sabores picantes nas feiras, subir pirâmides, enfim, viver intensamente as tradições mexicanas.

Primeiro dia

Comece sua manhã cheia de arte, cultura e história indo até o centro histórico. Denominado Zócalo, ou, ainda, Plaza de La Constitución, é nesta área que você encontrará os monumentos e atrativos mais antigos da localidade, bem como: Palácio de Bellas Artes, Palácio Nacional, Catedral Metropolitana de La Asuncíon de María, Torre Latinoamericana e mais. Eleja dois deles e curta um delicioso tour.

Depois, você pode escolher o restaurante que mais lhe agrada no próprio centro para almoçar. Em seguida, aproveite para conhecer alguns museus por lá. Dentre os mais indicados, temos: Museu Nacional de Antropologia, Museu de Arte Moderna, Museu Nacional de Arte, Museu Frida Kahlo e Casa-Estúdio.

Para fechar o dia, nada como experimentar deliciosos drinks em um dos bares da região. Indicamos o Living Room Bar, que tem aperitivos excelentes e uma decoração bem moderna.

Segundo dia

Para seu segundo dia, inicie na Avenida Paseo de La Reforma, uma das principais e mais frequentadas avenidas da localidade.  Como ela abriga diferentes estabelecimentos, como restaurantes, cafés, sorveterias, lojas, parques, monumentos e mais, será fácil se entreter na região. Você já pode começar o dia tomando um café da manhã por lá e ainda fazer um piquenique à tarde nos parques. 

Um lugar que não podia faltar na programação é o Bosque Chapultepec. Situado na própria Avenida Paseo de La Reforma, este parque não é só um espaço de muito verde, natureza, fauna e flora, mas, sim, local que abriga museus importantíssimos por lá. Escolha pelo menos um deles para conhecer. O Museu Nacional de Antropologia é bem interessante, abrigando vários artefatos arqueológicos e antropológicos, estátuas, esculturas, objetos e mais. Uma verdadeira imersão cultural.

Finalize este dia curtindo uma balada bem agitada. Uma boa pedida para quem curte eletrônico é a SENS, com uma decoração meio dark e várias luzes de neon. A casa recebe, muitas vezes, DJs famosos e internacionais.

Terceiro dia

Para seu terceiro e último dia, uma programação diferente. A Cidade do México possui pirâmides enormes e ultra antigas que são consideradas monumentos históricos e culturais do país. Você pode conhecer as Pirâmides de Teotihuácan e irá vivenciar uma experiência ímpar. Para ir até lá, as opções de transportes são: táxi, vans, excursão de ônibus ou ônibus de linha. 

Depois de um passeio intenso, caminhando, explorando e tirando muitas fotos nas Pirâmides de Teotihuácan, pare em algum restaurante a sua escolha e descanse um pouco. Em seguida, é hora de conhecer as feiras de artesanato da capital. Elas estão espalhadas por várias regiões e bairros e são ótimas para comprar lembrancinhas.

Para finalizar, é hora de jantar em um restaurante sofisticado da cidade. Nossa dica é o Azul Histórico, no centro histórico. Como o próprio nome já diz, ele abriga um contexto histórico em meio às suas tonalidades de azul. Com uma culinária mexicana autêntica e bastante saborosa, o Azul Histórico alia elegância e tempero em praticamente todos os seus pratos. 

Veja também: o que fazer na Cidade do México

Destaques

O coração do centro histórico História e obras da pintora mexicanaSabores bem acentuados, pratos coloridos e aromas incríveis
Ponto turístico imperdível da viagem, o Zócalo, ou também denominada Plaza de La Constitución, é uma praça extremamente importante para a cidade. A área abriga atrações incríveis, como: Catedral Metropolitana de La Asuncíon de María, Palácio Nacional, Palácio de Bellas Artes, Torre Latinoamericana e outras. Frida Kahlo nasceu e morreu em uma casa no bairro de Coyoacán. Também conhecida como Casa Azul, o lugar é sede do museu em homenagem à artista. Durante a visita, será possível visitar os cômodos, ver o ateliê onde Frida pintava, o quarto e a cama onde desenvolveu grande parte de seu acervo, os jardins por onde ela caminhava, a cozinha onde preparava refeições e recebia os amigos, além da urna onde estão suas cinzasNa Cidade do México, podemos elencar entre os pratos típicos: burritos, tacos, tortillas, guacamole, nachos, chilli com carne e churros. Com certeza você já experimentou alguns deles no Brasil.

Quando visitar a Cidade do México?

bosque chapultepec-
bosque chapultepec-

Você vai adorar a Cidade do México durante todo o ano

A Cidade do México é boa opção de destino para todo o ano. A capital não apresenta temperaturas extremas e é sempre convidativa a uma visita.

O clima na região é marcado especialmente pelas estações seca e chuvosa, o que pode influenciar principalmente a qualidade do ar. E este é o maior problema relacionado ao clima enfrentado pelos turistas que vão à Cidade do México. 

O verão – junho a setembro – é a época mais quente de todas e é quando acontece as férias escolares. Nos meses de julho e agosto, há maior incidência de chuva na cidade, o que melhora a qualidade do ar. A temperatura média mínima é de 10°C, enquanto a máxima fica em torno de 25°C.

Os meses de primavera – março a junho – e outono – setembro a dezembro – são excelentes para visitar a Cidade do México. Isso porque, são meses em que a incidência de chuvas são menores e os preços estão bem atrativos.   

A alta temporada não é muito definida na cidade, uma vez que o México em si é considerado como um dos destinos internacionais mais baratos para conhecer. Mas, no geral, os meses de férias escolares são os mais procurados.

Alta Temporada

  • Prós – A qualidade do ar costuma ser melhor. A cidade fica mais animada.
  • Contras – As hospedagens e passagens aéreas podem ficar mais caras e as atrações, mais cheias.  

Baixa Temporada

  • Prós – Os preços são mais convidativos e as temperaturas são bastante amenas.  
  • Contras – Exceto pelos feriados que marcam a cidade – Semana Santa (feriado prolongado), Corpus Christi (espécie de miniférias) e o Dia dos Mortos (que acontece em 2 de novembro e vira um feriado prolongado) – a capital não estará tão agitada quanto no verão.

Veja também: Quando visitar a Cidade do México

Gastronomia e o que comer na Cidade do México

Tacos - gastronomia do México
Tacos – gastronomia do México

Uma culinária rica em cores, sabores e aromas

O México é um país muito rico em gastronomia. Viajar para a Cidade do México dá o privilégio de encontrar comidas típicas de diferentes regiões do país. É daqueles destinos que você pode provar dos mais puros sabores das ruas aos menus mais refinados dos restaurantes.

Tudo regado a uma boa pitada de pimenta e acompanhado de uma dose de tequila, é lógico! Mas se você tem restrições à pimenta, fique tranquilo. A Cidade do México está bem adaptada aos estrangeiros e a dose apimentada dos pratos costuma vir separada. 

Na capital você vai encontrar barracas de rua com misturas surpreendentes, cardápios que envolvem orelhas, tripas e outras iguarias muitas vezes indecifráveis.

Há ainda ambientes um pouco mais acolhedores e arrumadinhos: os mercados de comidas. O melhor da pura culinária mexicana você pode experimentar num desses. Nos restaurantes, existem cardápios bem elaborados com mixes deliciosos com a culinária internacional. Há opções para todos os gostos e, principalmente, preços.

Na Cidade do México, podemos elencar entre os pratos típicos: burritos, tacos, tortillas, guacamole, nachos, chilli com carne e churros. Com certeza você já experimentou alguns deles no Brasil. 

Restaurantes em Cidade do México

  • Azul Histórico – Isabel La Católica 30, Centro Histórico 
  • Café de Tacuba – Tacuba 28, Col. Centro Historico 
  • La Casa de Toño – Londres 144, Juárez, Cuauhtémoc 
  • Restaurante Tamayo – Bosque de Chapultepec, Av. Paseo de la Reforma 51, Polanco
  • Puntarena – Av. Paseo de las Palmas 275, Lomas de Chapultepec, Miguel Hidalgo 

Veja também: Onde comer em Cidade do México

Pontos Turísticos da Cidade do México

museu-nacional-de-antropologia
museu-nacional-de-antropologia

Uma imersão na história e arte de um país fantástico

Uma cidade enorme, incrível, super diversificada e com os mais variados tipos de atrações. Na Cidade do México, o turista pode explorar pirâmides monumentais, visitar museus históricos e provar o melhor da culinária local nos mercados de comida e restaurantes deliciosos.

  • Zócalo – Ponto turístico imperdível da viagem, o Zócalo, ou também denominada Plaza de La Constitución, é uma praça extremamente importante para a cidade. A área abriga atrações incríveis, como: Catedral Metropolitana de La Asuncíon de María, Palácio Nacional, Palácio de Bellas Artes, Torre Latinoamericana e outras.  A praça é o principal ponto de protestos da capital. 
  • Palácio Nacional – O Palácio Nacional, sede do poder executivo do México, é o mais importante edifício do país e repleto de obras de arte e artigos museológicos. O palácio é aberto à visitação pública e, como auge do tour, podemos ressaltar os maravilhosos painéis do artista mexicano Diego Rivera, pintados entre 1929 e 1951. Verdadeiros tesouros em forma de arte, os painéis contam detalhes da história do México e emocionam os turistas.
  • Catedral Metropolitana de La Asuncíon de María – Um prédio de 59 metros de altura e 110 metros de largura, construído pelos espanhóis — por ordem do conquistador Hernán Cortés e sobre as ruínas do Templo Mayor Azteca — a Catedral guarda mais história do que revelam suas paredes com mais de 400 anos. Basta parar a observar alguns dos visores de vidro que permitem enxergar o subsolo e o que resta da antiga civilização mexica (asteca).
  • Palácio de Bellas Artes – Com uma arquitetura de deixar os turistas boquiabertos, o Palácio de Bellas Artes é o principal teatro de ópera da cidade. Sua fachada é coberta por mármore branco de Carrara e em seu interior estão murais de vários artistas mexicanos, como Diego Rivera, José Clemente Orozco e Rufino Tamayo. O palácio é sede de diversas Orquestras do país, como a Sinfônica Nacional, de Câmara das Bellas Artes, Companhia Nacional de Dança, Companhia de Ópera das Bellas Artes e Balé Folclórico do México
  • Museu Nacional de Antropologia – O mais popular entre os museus da cidade, o Museu Nacional de Antropologia é fundamental para entender a história do país. Ele possui um dos maiores acervos do mundo sobre as sociedades pré-hispânicas. Abriga muitas peças e artefatos que contam um pouco como estes povos viveram há mais de 500 anos.
  • Bosque Chapultepec – O Bosque Chapultepec é considerado uma das maiores áreas verdes urbanas do mundo (com 686 hectares de área), com muitos lugares para conhecer. Por ali, há restaurantes, museus e locais para caminhar ou correr. Podemos eleger como paradas obrigatórias do Bosque o Museu Nacional de História, o Zoológico de Chapultepec, os Lagos Mayor e Menor, o Museu Nacional de Antropologia e o monumento Altar a la Pátria.
  • Pirâmides de Teotihuácan – Há muito mistério a respeito da civilização que vivia no local onde hoje estão as Pirâmides de Teotihuácan. Pesquisadores acreditam que o auge de Teotihuacán tenha acontecido entre os séculos III e V, quando mais de 100 mil pessoas moravam na cidade. Não se sabe ao certo quem vivia em Teotihuacán. Acredita-se que tenha sido uma civilização multiétnica, formada por vários povos. Também é um mistério o porquê do fim de Teotihuacán. Quando foi descoberta pelos mexicas (astecas), a cidade já estava abandonada.  O sítio arqueológico de Teotihuacan não se trata de escavações e montes de pedras, mas sim de gigantescas pirâmides, uma grande avenida e várias pequenas construções. Era uma cidade com mais de 20 mil Km² e 2 mil conjuntos residenciais, preservada pelo tempo e que hoje pode ser visitada pelos turistas que vão à Cidade do México. Localizado a 45 km do Zócalo, é um dos pontos turísticos mais visitados do México. Entre as principais atrações de Teotihuacán estão a Pirâmide do Sol, a Pirâmide da Lua, a Calzada de los Muertos, o Templo de Quetzalpapálotl, o Palácio dos Jaguares e a cidadela (conjunto de casas).   O sítio arqueológico de Teotihuacán é Patrimônio da Humanidade protegido pela Unesco.  É um passeio para várias horas que deve ser feito sem pressa.
  • Museu Frida Kahlo – O Museu Frida Kahlo é um dos primeiros que vem à cabeça quando pensamos na Cidade do México. Frida Kahlo é a artista mexicana mais famosa da história do país e uma das mais importantes do mundo. Suas pinturas, principalmente seus auto-retratos, receberam a qualificação mundial de obras-primas e prestígio para os museus, instituições e colecionadores particulares que os possuem. A pintora nasceu e morreu em uma casa no bairro de Coyoacán. Também conhecida como Casa Azul, o lugar é sede do museu em homenagem à artista. Durante a visita, será possível visitar os cômodos, ver o ateliê onde Frida pintava, o quarto e a cama onde desenvolveu grande parte de seu acervo, os jardins por onde ela caminhava, a cozinha onde preparava refeições e recebia os amigos, além da urna onde estão suas cinzas. Ao longo do percurso pela casa, estão dispostas obras de arte de Frida Kahlo, de seu marido Diego Rivera e de outros artistas contemporâneos ao casal.  

Veja também: Pontos turísticos da Cidade do México

palacio-de-bellas-artes-
palacio-de-bellas-artes-

iFriend: Guia de viagem em Cidade do México

Escolher um guia de viagem no México para acompanhá-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

Gabriel – este guia te levará para conehcer as melhores atrações turísticas mexicanas

Jéssica Ela via te mostrar as artes e culturas da Cidade do México num roteiro personalizado.

Dia de los Muertos - 2 de novembro - festa nacional
Dia de los Muertos – 2 de novembro – festa nacional

A Cidade do México, uma das maiores cidades do mundo, espera sua visita!

iFriend. Find a friend, enjoy the ride. 

O que achou?

Média 5 / 5. Votos: 1

Que tal?