HomeGuia de Viagem de Campo Grande

Guia de Viagem de Campo Grande

Campo Grande guia de viagem
A terra avermelhada de Campo Grande conferiu a cidade o título de “Cidade Morena”. As paisagens típicas do cerrado brasileiro são o cenário de um dos destinos exóticos mais procurados pelos visitantes no país, o Pantanal Mato-grossense.
0
(0)

Nosso Guia de Viagem de Campo Grande tem informações importantes para você aproveitar ao máximo seu passeio.

Campo Grande é a capital do estado de Mato Grosso do Sul e um dos mais importantes centros urbanos da região centro-oeste.

A capital sul-matogrossense é a porta de entrada para o Pantanal Sul, o Parque das Emas e a cidade de Bonito e você não deveria perder a oportunidade de conhecê-la.

Vocação turística de Campo Grande 

Em 1870, durante a Guerra da Tríplice Aliança, foram dadas terras férteis para os habitantes de Monte Alegre de Minas que quisessem migrar e investir na agropecuária, na região então chamada “Campo Grande da Vacaria”.

A cidade então passou a ser colonizada na Serra de Maracaju, na confluência de dois córregos – mais tarde denominados: “Prosa” e “Segredo” e que hoje é o Horto Florestal.

O crescimento inicial do município se deu graças à agropecuária, através do estabelecimento de fazendas de criação de gado em suas imediações e nos Campos Limpos de Vacaria. Torna-se um centro comercial bovino, de onde partiam comitivas conduzindo boiadas para o Triângulo Mineiro e o Paraguai.

Vocação turística

Uma de suas grandes características de Campo Grande é a pluralidade cultural devido tanto aos indígenas nativos da região quanto dos povos colonizadores e imigrantes como mineiros, gaúchos, nordestinos, paulistas, paranaenses, bolivianos, árabes, paraguaios e japoneses – fortaleceu e fundamentou o turismo na região, tornando um destino turístico diverso e hospitaleiro.  

Tanto a diversidade cultural quanto as belezas naturais da região fazem a cidade ser visitada anualmente por milhares de pessoas das cidades vizinhas, como forma de turismo local quanto de outras regiões brasileiras, curiosos sobre suas particularidades e suas atrações naturais.

Campo Grande é terra das modas de viola e da polca paraguaia, também chamada de chamamé. Um destino perfeito para aproveitar com a família e fazer novos amigos.

Destaques do destino

Natureza exuberanteCulinária exóticaConheça o Pantanal
Campo Grande é o acesso principal às belezas naturais do cerrado brasileiro: Bonito, a Serra da Bodoquena, o Parque Nacional das Emas, em Goiás, entre outras maravilhas únicas do Centro-Oeste.Se você está disposto a encarar uma maratona de pratos exóticos não deve perder a oportunidade de conhecer Campo Grande. Sobá, sopa de piranha, carnes de javali, jacaré, avestruz e marreco são comuns por lá; o palmito de bacuri, o pacu assado, a sopa paraguaia, quem nunca provou pode até estranhar, mas logo se acostuma. No fim do dia, não perca a oportunidade de curtir uma roda de tererê.   O Pantanal tem paisagens e histórias muito exóticas e misteriosas. A atmosfera de rios e inundações, seus animais e fazendas são diferentes de tudo o que é visto nas regiões sul e sudeste do Brasil. Pode-se dizer que o Pantanal tem flora e fauna endêmicas e únicas que merecem respeito e estudo. 

O que fazer em Campo Grande?

Você não ficará parado muito tempo em Campo Grande. Existem vários roteiros que você pode combinar para aproveitar ao máximo sua viagem.

A cidade é conhecida por suas inúmeras atrações populares, feirinhas, salões de dança, bares com música ao vivo, rodas de viola, passeios ecológicos e roteiros de aventura.

Conheça alguns roteiros elaborados pela nossa equipe e surpreenda-se:

Roteiro até 3 dias

Essa é uma pequena sugestão para você que vai ficar apenas três dias na cidade – lembramos que Campo Grande tem inúmeras atividades que poderão ser feitas em mais dias e muitos visitantes acabam voltando em algumas atrações. Em primeiro lugar, conheça o letreiro da cidade, tire algumas fotos.

Primeiro dia

Conheça a cidade à pé. Campo Grande é uma cidade arborizada e muito tranquila e, apesar de ser uma cidade grande não perde o charme de interior.

Dê uma pausa para almoçar: das delícias de Campo Grande você pode e deve apostar no Sobá – o sobá é uma sopa de massa de Lamen, com caldo muito saboroso, a base de carnes e vegetais, muito comum no Japão. A iguaria veio com os imigrantes japoneses e se tornou tradição da culinária de Mato Grosso do Sul.

Você pode aproveitar a tarde para fazer suas primeiras comprinhas na Casa do Artesão – lá você encontra licores de diversos sabores, imagens sacras até peças indígenas, como peças em argila retratando a fauna pantaneira e artefatos produzidos pelos índios do estado.

Confira a programação do Centro Cultural Otávio Guizzo – O Centro Cultural abriga salas com nomes de personalidades relacionadas à cultura como Teatro Aracy Balabanian, Sala Rubens Corrêa, Sala Conceição Ferreira, Galerias Wega Nery e Ignez Corrêa da Costa – Lá tem sempre uma atração cultural esperando pelos amantes da cultura.

Segundo dia

Conheça o Parque das Nações Indígenas, uma das áreas verdes mais extensas de Campo Grande, considerado um dos maiores parques urbanos do mundo. Os campo-grandenses adoram passear com a família no parque, fazendo um programa bem legal nos fins de tarde e nos fins de semana como: corrida nas pistas, jogar bola nas quadras poliesportivas ou ver o tempo passar enquanto degustam o famoso tereré – tipo um chimarrão de erva-mate e água gelada. Seu lago central, formado junto à nascente do córrego Prosa, é reduto de simpáticas famílias de capivaras.

Se você curte arte também poderá encontrar no mesmo espaço o Museu de Arte Contemporânea e ainda dar a sorte de ver alguns eventos populares que acontecem ao longo do ano- confira a programação do parque.

Além disso, no Parque das Nações há um museu que conta a história e a cultura dos índios mato-grossenses – por isso, não perca a oportunidade de ver a escultura do índio Guaicuru de 7m. Esse programa pode ser feito tanto na parte da manhã quanto da tarde – dizem que o pôr-de-sol no lago do parque é encantador.

Terceiro dia

Almoce ou jante na Feira Central de Campo Grande. Você poderá conferir as melhores comidas da cidade e provar a exótica cachaça de banana. Confira os pratos da cozinha popular, inspirados nas culinárias mineira, nordestina e sulina.

Essa também é a oportunidade para você experimentar pratos à base de carnes de caça como de jacaré, pato, marreco e javali. Na feira tem muitas tecnologias do Paraguai (a cidade é bem próxima da fronteira) e lembrancinhas variadas para recordar a viagem.

Tenha uma noite animada na Morada dos Baís – nas noites de quartas a sábados, tem shows e apresentações teatrais gratuitas no pátio do prédio histórico. Dá para comprar petiscos por ali mesmo a bons preços e curtir o evento da vez.

Na parte da tarde para fazer uma caminhada até o monumento da Maria Fumaça – A Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (NOB) era uma companhia ferroviária brasileira construída na primeira metade do século XX. Sua linha-tronco vai de Bauru até Corumbá, na divisa com a Bolívia, onde faz integração com a rede ferroviária boliviana até Santa Cruz de la Sierra. Possui um ramal da estação Indubrasil, em Campo Grande a Ponta Porã, na divisa com o Paraguai, e outro de Corumbá ao porto de Ladário. O símbolo maior dessa ferrovia é o Trem Maria Fumaça – um verdadeiro monumento de integração entre os povos e identidade cultural.

Roteiro mais dias

Você pode conhecer roteiros personalizados como roteiros românticos, gastronômicos e de compras – Você escolhe! Afinal, você encontra em Campo Grande ecoturismo, aventuras e lugares inesquecíveis!

Passeio em Bonito – Uma ida em campo Grande não impede de você conhecer Bonito, o paraíso das águas mais cristalinas do Brasil, que fica a pouco mais de 3h de distância. Alugue um carro, com retirada e devolução em Campo Grande. Porém, antes, procure reservar os passeios enquanto ainda estiver hospedado em Campo Grande para evitar surpresas desagradáveis. Você pode fazer um pernoite em Bonito ou um bate-volta (a dúvida é se você vai querer sair de lá, rs).

Passeio ao Paraguai – O Paraguai tem uma importante ligação histórica com o Brasil. No Mato Grosso do Sul, as influências vão além da fronteira. Ao sair de Bonito, a 160Km de distância, você pode fazer um passeio até a cidade de Bella Vista Norte, a primeira cidade paraguaia depois da fronteira e fazer suas “compritas”. Para um comércio mais movimentado procure conhecer a famosa cidade de Pedro Juan Caballero, através da cidade de Ponta Porã. Você pode fazer bons negócios na cidade com tranquilidade.

Passeio ao Pantanal – o Pantanal de Mato Grosso é cercado de mistérios e de belezas naturais diferentes de tudo o que você já viu. A maior planície inundável do planeta tem duas estações bem definidas – verão e inverno – mas você pode aproveitar o melhor dela ao longo do ano. Safari para a observação de animais, caminhadas por florestas, cavalgadas nas regiões alagadas e canoagem pelos rios – tudo isso acompanhado de paisagens exuberantes, diferentes de outras regiões do país. O Pantanal assume diferentes tons de vegetação ao longo do ano. Aproveite para trocar umas ideias com os locais e desfrutar da boa comida pantaneira.

Dicas importantes:

No Paraguai, o documento aceito é o RG brasileiro ou o nosso passaporte. Por isso, ande sempre com seu documento de identificação dentro da validade.

Aproveite para abastecer o tanque do carro em Pedro Juan Caballero. A gasolina do outro lado é bem mais barata do que no Brasil.

Se você curte a arte de pechinchar, no Paraguai é de lei! Nenhum comerciante quer perder uma venda, então chore aquele desconto!

Ver mais: pacotes de experiências em Campo Grande para você aproveitar MUITO a sua estadia!

Quando visitar Campo Grande

O clima sempre parece ser favorável para quem quer visitar Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Quem quiser uma aventura pelo Pantanal deve levar essas características em consideração.

  • Primavera – Verão – calor intenso e é bom, pois é quando ocorre o maior volume maior de chuvas e você poderá atravessar as áreas inundadas do pantanal e conferir a variabilidade ambiental que há por lá. Essa época também é muito propícia a observação das aves. Em abril, com o fim das chuvas, se formam poças e os lagos ficam repletos de peixes.  
  • Outono-Inverno – tem temperaturas mais amenas, mas não muito baixas, e o tempo, seco.  Há quem goste de fazer os inúmeros passeios com o tempo mais frio e seco. Em julho, o mês mais seco, os animais começam a aparecer com maior frequência e a flora está  no máximo de seu viço.

Alta temporada

  • Prós: Muitos eventos sertanejos, pontos turísticos movimentados, festas populares e gratuitas, muitos visitantes; maior variedade de passeios.
  • Contras: Lugares turísticos lotados, os ingressos para as atrações se esgotam mais rapidamente. Há um fluxo intenso de pessoas querendo fotografar os pontos turísticos e talvez você não se sinta muito à vontade em esperar.

Baixa temporada

  • Prós: Os parques tem muits espaços vazios e você pode ficar mais à vontade. Os passeios não terão muitas pessoas, o que é bom para quem quer aproveitar o momento. Espere um excelente atendimento em bares e restaurantes. Você poderá desfrutar dos pontos turísticos e naturais com calma, sem tanta aglomeração de pessoas. Os valores tendem a ser mais atrativos em pousadas e hotéis e o atendimento mais personalizado.
  • Contras: Atenção na estação chuvosa – apesar de ser a melhor época para conhecer a cidade e arredores, você deve ter atenção redobrada com os acidentes.  Alguns pontos turísticos podem estar em manutenção, então, não fique chateado. Pode haver poucos eventos.

Dica importante: Não interaja diretamente com os animais silvestres e procure sempre estar com o apoio de um guia de turismo. Ele é o profissional capacitado para orientar sua viagem corretamente, sem riscos para você e sua família.  

Confira também: Quando ir em Campo Grande para você aproveitar ao máximo sua viagem!

Passeios em Campo Grande

Campo Grande combina com natureza e bem estar e por isso é condierada uma das cidades mais ricas para turismo de aventura e contato com a natureza.

Ecoturismo e Turismo de aventura em Campo Grande 

ecoturismo e turismo de aventura em Campo Grande - MS

O ecoturismo e o turismo de aventura vem crescendo em Campo Grande. A cidade anualmente recebe muitos visitantes àvidos pelo contato com a natureza e pela prática de esportes radicais. Caminhada, trilha, trilha orientada, escalada, rapel e tirolesa são as atividades mais procuradas, mas para os mais radicais, bump-jump, voo livre, canoagem e paraquedismo estão na ordem do dia.

Há atividades elaboradas para adultos e crianças, todas com equipamentos de segurança e instrutores capacitados. Veja os passeios oferecidos pelas agências de turismo locais.

Contatos para Passeios e Ecoturismo

  • Impacto Ecoturismo – R. Georges Sleiman Abdalla, 191
  • Trilha Extrema Turismo de aventura – Rua Alvilandia, 910 – Casa 58 – Vila Sao Jorge da Lagoa, 
  • Sopa de Pedra Turismo e Aventura –  R. Alfredo Nobel, 456 – Vila Nasser,
  • Zion Escalada – Rua Oceano Atlântico, 392 Bairro Chácara cachoeira 
  • Pantanal Paraquedismo – Aeroporto Teruel – Escola de Aviação Fly Company. 

Veja mais alguns passeios em Campo Grande – você aproveitar muitos momentos divertidos na estadia na cidade!

Onde Comer em Campo Grande

Essa pergunta valeria um post inteiro! A gastronomia de Campo Grande é farta e variada. Nela você encontra traços da cultura alimentar de todas as partes do país. Tem pratos indígenas, nordestinos, paulistas, gaúchos e mineiros, além da culinária dos povos imigrantes árabes, paraguaios e japoneses.

O arroz carreteiro, churrasco gaúcho, a sopa paraguaia, chipa, licor e palmito de Bacurí, frango com palmito de bacurí, doce de Jaracatiá, locro, escondidinho de mandioca com carne seca, paçoca de carne seca, mandioca, maionese de mandioca, marmelada e sobá, entre outros pratos populares.

E também tem sabores mais exóticos como a sopa de piranha, as carnes de javali, de rã de marreco, de pato e até de jacaré. E tem público cativo, viu? Campo Grande é reconhecida na gastronomia exótica e de caça.  

Gastronomia e Restaurantes em Campo Grande

Aqui você irá ter uma boa noção de restaurantes para todos os bolsos.

  • Fogo Caipira – R. José Antônio, 145 – Centro,
  • Lagoa da Prata Restaurante – R. Vinte e Cinco de Dezembro, 73 – Centro
  • Linguiça de Maracaju – R. Espírito Santo, 1443 – Vila Gomes
  • Casa Colonial – Av. Afonso Pena, 3997 – Centro
  • Acepipe Restaurante – R. Dr. Arthur Jorge, 2362 – Monte Castelo
  • Feira Central –  Rua 14 de Julho, 3351 – Centro,
  • Fogão de Minas –  R. Dom Aquino, 2200 – Centro,
  • Casa do Peixe – Av. Dr. João Rosa Píres, 1030 – Centro
  • Manura – Churrascaria e Comida Árabe – Av. Mato Grosso, 579 – Centro
  • Canto do Cupim – Av. Ricardo Brandão, s/n – Chácara Cachoeira,
  • Cantina Romana – R. da Paz, 237 – Jardim dos Estados
  • Sabor em Ilhas – Av. Eduardo Elias Zahran, 1257 – Jardim Sao Bento
  • Sushi Campo Grande – R. Padre João Crippa, 947 – Centro

Confira também: Gastronomia e onde comer em Campo Grande para você desfrutar durante a sua estadia na cidade!

Vida noturna em Campo Grande

A vida noturna em Campo Grande é agitada e baseada no sertanejo: country, forró, pé de serra, moda de viola, sertanejo universitário, sertanejo raiz, até sofrência e suas derivações. Há vários bares, pubs e danceterias que trazem o clima da cidade para a celebrar os melhores momentos.

Pubs e bares

  • Kancun Show Drinks – Av. das Bandeiras, 621 – Vila Carvalho
  • Mansão Luxury – R. Olávo Bilac, 32 – Vila Carvalho
  • Valley TAI – Avenida Afonso Pena, 01
  • Arena Country – Rua dos Andradas, nº 826
  • Nonstop Club – Rua Pimenta Bueno, nº 127 
  • On Eleven – Avenida Calógeras, nº 3302
  • Move Club – Rua Doutor Temistócles, nº 94
  • Jack Music Pub – Rua Quinze de Novembro, nº 2098 
  • Bartholomeu – R. Oceano Atlântico, 115 – Chácara Cachoeira,
  • Eita Pega Music Bar – Av. Bom Pastor, 329 – Vila Vilas Boas,
  • Sheriff Bar – ­R. José Antônio, 3246 – Monte Castelo

Fica a dica – Se dirigir, não beba!

Pontos Turísticos em Campo Grande

Os Pontos Turísticos em Campo Grande podem proporcionar passeios dinâmicos e impressionantes! Quem vai com a família e os amigos tem a certeza de momentos superdivertidos. Se o seu objetivo é curtir sozinho, Campo Grande tem um roteiro certo para você. Para todos os gostos e ocasiões.

Para conhecer todos os pontos turísticos da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, nada melhor do que a companhia de um bom iFriend! Conheça os iFriends da cidade de Campo Grande e divirta-se!

  • Parque das Nações Indígenas – O parque é o maior orgulho da cidade – possui 119 hectares, considerado um dos maiores parques urbanos do mundo. Com ampla infraestrutura de esporte e lazer: quadras poliesportivas, de areia, arena de skate e patins, ciclovia, concha acústica para shows musicais, parquinhos infantis e pista de corrida e caminhada, além de abrigar o Museu Dom Bosco e o Museu de Arte Contemporânea e animais de diversas espécies.
  • Museu de Cultura Dom Bosco – Museu do Índio foi criado em 1950 e inaugurado em 27 de outubro 1951 por padres salesianos. O museu é conhecido mundialmente pelo grande acervo criteriosamente cuidado. Localiza-se no Parque das Nações Indígenas e tem por objetivo o desenvolvimento, educação, lazer para adultos e crianças.
  • Morada dos Baís – Este imenso casarão foi construído em 1918 para servir de residência da família de Bernardo Franco Baís, um imigrante italiano, nascido em 1861 na região da Toscana, que chegou em Campo Grande no ano de 1879, aos 18 anos de idade, e se tornou um dos homens mais ricos do país. 
  • Cidade do Natal – De 13 de Dezembro a 6 de Janeiro – O fim de ano emocionante para toda família: paradas de Natal, apresentações culturais, música, teatro, dança. Os brinquedos são os maiores destaques: roda gigante de 20 metros, carrossel, brinquedos infláveis e até pista de kart.
  • Museu José Antonio Pereira – O museu municipal, que funciona na antiga Fazenda Bálsamo, conta a saga do fundador de Campo Grande com peças originais da época. Os relatos do guia sobre a viagem em caravana de carros de boi no ano de 1872 desde Barbacena (MG) em busca de novos horizontes nesta parte do Brasil.
  • Parque Matas do Segredo – uma área de conservação de 177 hectares, distante apenas 9,6 km em relação ao centro de Campo Grande. O Parque Matas do Segredo não é só um parque agradável, mas um importante ponto de pesquisa científica, educação ambiental, recreação e turismo de contato com a natureza,
  • Praça das Araras – A Praça das Araras é o lugar da sua selfie de viagem. O monumento com esculturas de três araras gigantes, criação do artista plástico Clair Ávila para estimular a preservação da ave, está localizado numa região ainda hoje chamada popularmente de Cabeça de Boi, próxima ao Aeroporto Internacional.
  • Igreja de Santo Antônio – A Igreja foi construída entre 1876 e 1878, originalmente apenas uma capela de pau-a-pique, como cumprimento de uma promessa feita pelo fundador de Campo Grande, José Antônio Pereira, devoto do santo, diante de uma epidemia de gripe e febre alta na região.
  • Parque Ecológico do Sóter – O Parque Ecológico do Sóter é um parque modelo urbano localizado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil. Foi inaugurado no fim de 2004, dispõe de área verde com 22 hectares, quadras poliesportivas, pista de skate e patinação, pista de cooper, ciclismo e quiosque com churrasqueira, perfeito para aproveitar com a família e os amigos.

Outras atrações incríveis:

  • Lago do Amor
  • Monumento Maria Fumaça
  • Horto Florestal
  • Praça Pantaneira
  • Parque dos Poderes
  • Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Há muitas atrações para conhecer em Campo Grande. Como você viu, há muitos pontos turísticos para você conhecer! Por isso não deixe de contratar os serviços de um guia – você conhecerá melhor a cidade com a companhia de um iFriend.

Compras em Campo Grande

Em Campo Grande há um amplo comércio popular, muito variado e com boas opções de preço. Selecionamos os melhores pontos para a compra de artigos locais.

  • Shopping Campo Grande – Av. Afonso Pena, 4909 – Santa Fe
  • Shopping Bosque dos ipês ­- Avenida Consul Assaf Trad 4634 Novos Estados
  • Shopping Norte-Sul Plaza – Avenida Presidente Ernesto Geisel 2300 Jardim Jockey Club
  • Shopping Estação – Av. Afonso Pena, 1736 – Centro.
  • Pátio Central Shopping – R. Mal. Rondon, 1380 – Centro
  • Mercado Municipal Antonio Valente – Rua Sete de Setembro 65
  • Casa do Artesão – Av. Calógeras, 2050 – Centro.
  • Feira Central – Rua 14 de Julho, 3351 – Centro.
  • Feira Indígena – Centro.

Confira também: Roteiros de compras em Campo Grande – porque umas comprinhas nunca são demais!

Pacotes de Experiências em Campo Grande

Obtenha o máximo dessa experiência de viagem contratando os serviços de guia de um iFriend: você encontra um guia que mostrará as curiosidades e peculiaridades de cada ponto turístico, de forma personalizada e criativa.

Eles oferecem um roteiro pré-definido como o Walking Tour que o iFriend Carlos vai fazer com você: uma verdadeira trilha urbana que propicia uma leitura geográfica e histórica no centro da cidade de Campo Grande MS.

A caminhada tem por ponto inicial a Morada dos Baís (Bernardo Franco Baís & Ateliê Lídia Baís) Pensão Pimentel. Você conhecerá os monumentos ao José Antônio Pereira, fundador da cidade e a Casa do Artesão e o Relógio da Cidade.

Depois, num roteiro mais religioso e filosófico vocês visitarão a Loja Maçônica Oriente Maracaju, a Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Abadia e a Paroquia Santo Antônio.

Visita ao Centro Cultural do SESC (antigo QG do Exército Brasileiro) e verão uma exposição do Exército Brasileiro. Visita ao monumento ao Poeta Manoel de Barros.

Outro ponto desse passeio é saber um pouco mais sobre as Figueiras, (Ficus microcarpa) originárias da Malásia Ásia.

Outras atrações do passeio

  • Colégio Estadual Joaquim Murtinho fundado em 1922.
  • Praça do Rádio Clube. O Rádio Clube foi fundado no dia 25 de dezembro de 1924.
  • Concha acústica Família Espíndola.
  • O Obelisco é um monumento construído em homenagem ao fundador da cidade, José Antônio Pereira.

Nosso tour termina no Bar Velfarre – o primeiro bar cultural da cidade onde você pode desfrutar de comidas típicas de Campo Grande e drinks com frutas típicas da região, além de uma linda lojinha de souvenires de artesanatos personalizados, feitos à mão por artesões locais.

Você também pode aproveitar para tirar fotos no letreiro turístico: EU AMO CG e no painel de asa de Arara Canindé, Ave símbolo de Campo Grande-MS.

Como essa experiência, existem todos os tipos de experiências, com diferentes perfis de guias, para que você possa fazer seu melhor roteiro de viagem.

iFriend: Guia de viagem em Campo Grande

Escolher um guia de viagem para acompanha-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade de Campo Grande. Você pode escolher alguém com um perfil parecido/esperado e ter uma experiência incrível, focado nos seus desejos.

  • Carlos Iracy – O Carlos é natural de Campo Grande, professor no Curso de Guia de Turismo do SENAC e Amigo do Museu da Cultura da Universidade Católica Dom Bosco. Atua como guia de turismo, revelando os principais aspectos culturais da Cidade Morena.
  • Greisi A Greisi é guia de turismo e turismóloga especializada em Bonito, Pantanal e região. Ela pode te orientar em roteiros naturais e esportes ao ar livre. Fala inglês e espanhol.

Ver mais iFriends: guias locais em Campo Grande para você aproveitar MUITO a sua estadia!

Vista lagoa da prata Campo Grande -MS

Campo Grande é uma cidade plural repleta de atrações culturais e naturais que você não vai se arrepender de conhecer! Conheça cada recanto dessa cidade incrível com um iFriend.

iFriend – Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 0 / 5. Votos: 0

Que tal?