HomeDestinosTuristas podem fazer passeios guiados gratuitos na Rocinha, maior favela do Rio 
Destinos

Turistas podem fazer passeios guiados gratuitos na Rocinha, maior favela do Rio 

rocinha-ifriend
Free Walking Tours da iFriend na Rocinha, zona sul do Rio de Janeiro, acontecem todas as segundas-feiras dos meses de fevereiro e março de 2024

A iFriend iniciou seu projeto Free Walking Tours no Rio de Janeiro em parceria com a Embratur no último dia 5 de fevereiro e o local escolhido para abrir os trabalhos foi a Rocinha, maior favela do Rio e segunda maior da América Latina. Os passeios a pé gratuitos, liderados por guias de turismo, estão sendo oferecidos pela startup durante os meses de fevereiro e março deste ano nos idiomas português e inglês, tanto para turistas quanto para moradores da capital fluminense. Além da Rocinha, os passeios acontecem no bairro de Santa Teresa e no Centro Histórico. 

Conhecendo a Rocinha 

Tudo começa no asfalto, no bairro adjacente de São Conrado, na zona sul da cidade, onde os participantes do tour se encontram com o guia de turismo Alessandro Quintanilha, responsável por conduzi-los durante a atividade. Alessandro é morador da comunidade do Vidigal, mas conhece a Rocinha como a palma da mão. 

Aos pés da favela, as milhares de casas e prédios emaranhados morro acima e para todos os lados chamam a atenção, especialmente de quem nunca passou por ali. 

Para subir suas ladeiras, os excursionistas embarcam em mototáxis estacionados nos acessos à comunidade (visitantes pagam R$ 10; moradores pagam R$ 5) — uma das partes do passeio que eles mais gostam. Depois da subida de moto, o percurso é todo feito a pé para que os visitantes conheçam de perto os becos, lajes e casas. 

Alessandro Quintanilha é guia de turismo e faz tours na Rocinha

Destaques na favela-vitrine do Rio

O tour inclui caminhada pela estreitas vielas, arte de rua estampada nos muros, história da favela do início até os dias atuais, curiosidades, vistas panorâmicas da cidade e uma visita ao Mirante da Rocinha, um bar e restaurante que se tornou ponto turístico do Rio, de onde o turista tem uma vista privilegiada das milhares de casas da comunidade e de exuberantes cartões-postais cariocas.

O passeio acontece em grupos de até 20 pessoas e dá aos participantes um ângulo diferente da cidade. A favela-vitrine do Rio, que aguça a curiosidade de turistas do mundo inteiro, costuma surpreender com o clima de paz entre os moradores, as vielas íngremes e coloridas, o ritmo agitado de funcionamento dos estabelecimentos e o contraste na paisagem vista de cima causado pela proximidade entre as casonas de luxo da região nobre e as residências da comunidade. 

Olhando de fora, a Rocinha é gigante. De dentro, também. A favela carioca, que foi transformada em bairro em 1993, abriga postos de saúde, escolas, bancos, supermercados  e grande variedade de comércio, uma super estrutura para os moradores e também para os turistas que podem experimentar os diversos tipos de culinária presentes nos restaurantes e comprar souvenirs nas lojas, por exemplo. 

O turismo na Rocinha aumentou a partir de 2012, com a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Hoje, a comunidade recebe cerca de 3 mil turistas por mês — a maioria estrangeiros que querem tirar as próprias convicções do que de fato é a favela. 

Participante do passeio gratuito admira a vista do Mirante da Rocinha

Duas horas depois o Free Walking Tour chega ao fim. A descida a pé para conhecer cada canto possível é prazerosa e o tempo passa despercebido. O passeio gratuito guiado na Rocinha é de verdade uma baita experiência. Vale muito a pena para conhecer a vivência na comunidade sob o olhar de um guia local e desconstruir a visão que temos a partir da mídia. 

Gostou da notícia? Você também pode fazer um Free Walking Tour na Rocinha.

Faça seu agendamento aqui totalmente gratuito.

Passeio realizado às segundas-feiras I 10h e 14h.

iFriend. Find a Friend. Enjoy the ride. 

Já pensou em visitar o seu próximo destino antes mesmo de estar lá?

Monte um roteiro com nossos iFriends e desbrave como local.

Nossos Guias

Que tal?