HomeDestinosTurismo Religioso com um guia local
Destinos

Turismo Religioso com um guia local

Turismo Religioso com um guia local

Conhecer lugares que você pode se reconectar às forças e desfrutar de momentos de paz interior é algo único. E o turismo religioso com um guia local pode ajudar a reforçar nossa fé, conhecendo os lugares mais únicos do mundo.

Seja o Cristianismo, o Judaísmo, o Budismo ou tantas outras, este tipo de turismo agrada a todos, mesmo aos que não seguem nenhuma religião. Isso porque esses destinos carregam histórias, culturas e simbolismos mundialmente famosos.

Para ajudar você a decidir seu próximo destino religioso, separamos alguns dos lugares mais procurados, e realizar um turismo religioso com um guia local fará toda a diferença nesta sua escolha!

Jerusalém, Israel

Jerusalem
Jerusalem

Jerusalém concentra pelo menos três grandes religiões em suas ruas históricas: Judaísmo, Cristianismo e Islamismo. Porém, a Terra Santa não se limita à essas religiões, e recebe, anualmente, milhões de visitantes de em busca de estudos, iluminação espiritual ou vontade de conhecer a história.

A cidade de 3000 anos é disputada por judeus e islâmicos, e guarda relíquias ancestrais como a Igreja do Santo Sepulcro, onde Jesus teria sido sepultado, monastérios e pequenas igrejas.

O Muro das Lamentações, paredão de contenção do Monte Moriá, onde o templo de Salomão teria sido derrubado e reerguido, para depois ser destruído pelos romanos em 70dC, é um locais mais famosos e visitados em Jerusalém.

Batismo no Rio Jordão

Muitos turistas quando decidem visitar a terra santa incluem no roteiro o batimos ou renovação do batismo. Afinal, nada melhor do que fazer isso no rio em que Jesus Cristo foi batizado em Israel.

Inclusive, com um guia local você consegue ter essa experiência de forma única e personalizada!

Fátima, Portugal

Fátima, Portugal
Fátima, Portugal

A Capital da Paz, que é procurada todo ano, possuí inúmeras celebrações religiosas, e se você não se importa com multidões, será um momento de muita fé.

Especialmente nos dias 12 e 13 de maio, este é um destino muito procurado, pois é lembrado como a aparição da Virgem Maria para três camponeses na cidade de Fátima. Então, se você quer ter uma experiência completa e participar das festividades do Santuário de Fátima, inclua no seu cronograma.

Vaticano, Itália

Vaticano
Vaticano

Mundialmente famoso por ser o menor país do mundo, o Vaticano é um local que todo mundo precisa conhecer, independente da fé.

E para os católicos, ter acesso a um turismo religioso com um guia local é uma maneira única de estar perto do Sumo Pontífice, o Papa e conhecer toda a história que cerva este local.

É claro que você não pode deixar de conhecer a Capela Sistina com afrescos de Michelangelo, pintor e escultor renascentista. Este é um dos lugares mais visitados.

Além da Capela, também é possível visitar a Basílica de São Pedro, onde está sepultado o corpo de São Pedro, o apóstolo, o primeiro bispo de Roma, o primeiro Papa e onde se encontra a comovente “Pietá” de Michelangelo.

Leia também:  Lua de mel no Brasil: conheça verdadeiros paraísos

Embaixo da basílica também é possível visitar as Grutas do Vaticano, com túmulos de reis, rainhas e papas, dentre eles, João Paulo II.

Varanasi, Índia

Varanasi, Índia
Varanasi

Dedicada ao Deus Shiva, essa é a cidade sagrada para os hindus – religião de aproximadamente 750 milhões de pessoas.

A cidade está situada às margens do rio Ganges, considerado a mãe dos hindus, onde diariamente são realizados diversos rituais religiosos.

Uma cultura exótica, milenar e oriental, que pode chocar os mais convencionais. Nos Gaths, determinadas regiões do rio, são destinadas à diversas funções como banho de pessoas, lavagens de roupas, banho de animais e mesmo cremação dos mortos.

Com seus templos belíssimos que transpiram história e religiosidade por onde você passar, este é o local ideal para quem quer mergulhar na cultura local da Índia.

Kyoto, Japão

kyoto, Japão
kyoto, Japão

A cultura japonesa é intrigante e nos inspira à meditação e ao silêncio. O mesmo acontece com a religião budista. Com a harmonia dos templos e construções de Kyoto, é possível sentir essa sensação em cada passagem.

O templo Kiyomizu-dera (Templo da Água Pura) foi fundado em 798, e tem mais de 1200 anos de idade, possuindo uma das vistas mais bonitas de Kyoto e designado como Patrimônio Mundial da Unesco.

Da mesma forma, o Kinkaku-Ji (Templo do Pavilhão Dourado) é um dos mais famosos templos do Japão, construído em 1327, é revestido de folhas de ouro em seu exterior e possui um harmonioso jardim, ideal para a prática da meditação.

A melhor época para visitação é durante a primavera, no mês de março, quando ocorre a floração das cerejeiras ou no outono, no mês de setembro, época mais amena e é quando a troca de cores da vegetação.

Contrate um guia local e vivencie o verdadeiro Turismo Religioso

Agora que você já conferiu nossas dicas nessa matéria, iremos dar uma dica extra para sua viagem ser ainda mais inesquecível: Contratar um Guia Local para customizar seus passeios e possibilitar roteiros personalizados, assim você consegue aproveitar muito mais o seu destino.

O que achou?

Média / 5. Votos:

Comentar

Comentar

Que tal?