HomeGuia de viagem Berlim

Guia de viagem Berlim

Berlim - Vista panorâmica
Você vai adorar conhecer Berlim neste guia completo!
5
(1)

Berlim oferece o que há de melhor em cultura, arte e, é claro, história.

Uma metrópole europeia onde o antigo e o novo se misturam. A capital da Alemanha é um destino tão fascinante que fica difícil conhecer tudo em uma única viagem.

Há beleza em cada esquina da cidade, opções de lazer para todos os tipos de público, gastronomia de qualidade, entre tantas outras razões que chamam a atenção dos turistas.

Com quase 4 milhões de habitantes, seu passado histórico conturbado se reflete em suas ruas e sua população, fazendo parecer que a cidade está constantemente em mudança. Hoje reunificada e revigorada, Berlim superou as dificuldades: foi reconstruída após a Segunda Guerra Mundial e se desfez do muro que a dividia durante a Guerra Fria. Talvez seja isso que a torne tão atraente e rica no aspecto cultural.

Vocação turística de Berlim

Tiergarten
Tiergarten

Museus, galerias, teatros, boutiques, brechós e bistrôs são um convite à cena berlinense. Sem contar a agitadíssima vida noturna. Além disso, se mantém como um dos destinos europeus mais verdes, com diversos parques para caminhadas e piqueniques.

Berlim conta com um sistema de transporte bastante eficiente, em que é possível utilizar o U-Bahn (o metrô presente no que antes era a Berlim Ocidental), o S-Bahn (os bondes presentes no que antes era a Berlim Oriental), além de táxis, e os Hop-On Hop-Off – que são aqueles ônibus turísticos, bons para quem tem pouco tempo na cidade.

Dica importante: Para quem vai visitar Berlim, evitar se hospedar em regiões distantes do centro. Apesar de serem mais em conta, essas áreas mais afastadas acabam não fazendo valer o valor economizado, pois deixam o turista longe dos principais pontos turísticos, perdendo um tempo (e dinheiro) precioso com deslocamentos.

Recomendamos como os melhores bairros para se hospedar na capital alemã: Mitte, Tiergarten, Prenzlauer Berg, Friedrichshain, Kreuzberg, Schöneberg e CharlottenburgWilmersdorf. A escolha vai depender de qual estilo de viagem deseja fazer, se seu roteiro terá atividades culturais intensas, ou se será mais voltado para a família, ou ainda se o foco estará na vida noturna.

Assim como em toda a Alemanha, a moeda local é o euro e o idioma oficial é o alemão, apesar de o inglês ser uma língua bastante comum nos principais pontos turísticos. 

Veja também: Por que visitar Berlim? 

O que fazer em Berlim?

Torre de TV - Berliner Fernsehturm
Torre de TV – Berliner Fernsehturm

A cultura alemã como você nunca viu!

Viajar para Berlim é ter a chance de conhecer suas imbatíveis áreas verdes, como o Tiergarten, realizar um circuito pelos museus, visitar suas praças, admirar arquiteturas fantásticas, ir às melhores baladas do mundo, se deliciar nas mais charmosas cafeterias e casas de chás. Há muitas atrações interessantes nesse parque a céu aberto que é Berlim.

Primeiro dia 

Você pode começar sua viagem pela Torre de TV – um ponto importante de Berlim- A Berliner Fernsehturm (traduzido do alemão, “torre de televisão de Berlim“) é uma das maiores estruturas sem apoios da Europa, atrás somente da Torre Ostankino, em Moscou. Subindo ao topo da torre você vai conseguir ter uma vista magnífica da cidade. No topo, aproveite também para tomar um café da manhã num restaurante giratório a 200 metros de altura. 

Continue seu tour passando pelo Roter Rathaus (onde fica a prefeitura de Berlim), siga para Nikolaiviertel (na beira do rio Spree), uma área com várias lojinhas, cafés e restaurantes charmosos. Ali pertinho está a igreja de St. Nicholas e Catedral de Berlim. Por ali também está a linda Ilha dos Museus, com todos os museus um do ladinho do outro: Altes Museum, Neues Museum, Pergamon Museum, Bode Museum e o Alte Nationalgalerie. 

Depois visite a Gendarmenmarkt, a praça mais bonita de Berlim. Ali na praça também fica o Memorial do Holocausto e seguindo um pouco mais, fica o Portão de Brandemburgo, parada obrigatória para quem está conhecendo a capital. 

Perto dali também está o Tiergarten, segundo maior parque da cidade. 

Segundo dia

Comece o dia num dos pontos turísticos mais visitados de Berlim, o Palácio de Charlottenburg, maior palácio real da capital alemã. Por trás do Palácio você poderá encontrar um belíssimo e bem cuidado jardim. Um ótimo local para fugir da agitação do centro de Berlim e andar com calma e apreciar as flores e os cisnes. A entrada dos jardins é gratuita, por isso é comum ver os alemães passeando com a família ou realizando exercícios físicos ao longo do dia. 

Depois você pode seguir para a avenida mais famosa para compras em Berlim, a Kurfürstendamm. Mesmo se não for fazer compras, você vai gostar de bater perna por lá em meio a lojas de grifes, restaurantes e bares. 

Em seguida você pode passar pela Kaiser-Wilhelm-Gedächtniskirche (Memorial Church), que fica na Breitscheidplatz, um monumento que representa paz e um símbolo de reconstrução de Berlim do período pós-guerra.

À noite é legal curtir uma balada na cidade. Há bairros que são típicos à noite em Berlim, como Friedrichshain e Kreuzberg. É em Friedrichsain que fica o famoso Berghain, uma balada dentro de uma antiga usina. É a mais famosa da cidade. Confira a programação e se jogue!

Terceiro dia

Comece andando pelo East Side Gallery, um muro representativo no mesmo lugar que ficava o muro de Berlim e que hoje é uma galeria de arte a céu aberto. Fica à beira do rio Spree. Ao fim do muro está a ponte Oberbaumbrücke, um dos marcos de Berlim, com vista para a Torre de TV e para a escultura do Homem Molécula no rio Spree.  

Na Heinrichplatz você vai encontrar muitos bares e restaurantes para sentar e provar alguma coisa. Por ali você pode estender a noite no legendário clube de música SO36, no Prince Charles ou Ritter Butzke. 

Veja também: o que fazer em Berlim

Destaques

Arte e história como você nunca viuUm clássico alemãoJóia arquitetônica 
Uma ilha no rio Spree, a Ilha dos Museus (Museumsinsel) tem este nome por abrigar cinco museus renomados mundialmente. Declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1999, a Ilha dos Museus foi concebida para ser um lugar dedicado à arte e a ciência.    O prato mais típico da cidade é o currywurst, salsicha com ketchup de curry. São comuns também os biergartens, estabelecimentos que servem comida e bebida típica ao ar livre, um clássico da Alemanha.  O Memorial do Holocausto é uma homenagem aos judeus mortos na Europa.   O monumento consiste em 2.711 blocos de concreto cinza escuro e de alturas variadas (lembrando caixões), distribuídos em fileiras paralelas.

Quando visitar Berlim?

Ilha dos Museus de Berlim
Ilha dos Museus de Berlim

Berlim proporciona uma experiência incrível durante todo o ano.

Berlim tem as quatro estações bem definidas. Para nós, brasileiros, na maior parte do ano, Berlim estará gelada.  Sua temperatura média anual é 9°C. As chuvas podem aparecer em qualquer época do ano, sem uma estação muito definida.

O verão vai de junho a agosto. É a alta temporada, melhor época para quem quer explorar bastante a metrópole. Durante este período, os dias são mais claros, mais longos e a temperatura mais agradável. As temperaturas máximas ficam em torno dos 24°C. 

O outono vai de setembro a novembro e a clássica imagem da estação toma conta da cidade: as árvores com folhas coloridas de Berlim ficam prestes a cair. Os dias de sol ainda são constantes, com algumas chuvas esporádicas, e o ar começa a ficar mais gelado. 

Já o inverno chega em dezembro e fica até março, compreendendo a baixa temporada. Ir a Berlim no inverno é para quem quer curtir o frio, porque faz frio de verdade. O termômetro sempre marca próximo ao 0°C ou abaixo. Nessa época, a neve costuma marcar presença. 

A primavera vai de abril a junho e tem quase a mesma vivacidade que o verão. Nesse período, principalmente em maio, as flores vão colorindo a cidade e a população começa a sair mais de casa. Na estação das flores, o termômetro marca em torno dos 10°C.

Alta Temporada

  • Prós – A temperatura está mais agradável e os dias são mais divertidos. Os alemães vão mais às ruas. A cidade fica com um clima jovem, pois a população adora atividades ao ar livre.  
  • Contras – As filas dos pontos turísticos são maiores e os preços das hospedagens, mais elevados.  

Baixa Temporada

  • Prós – Os preços das hospedagens ficam mais baratos e as filas para as atrações, menores.  
  • Contras – Faz bastante frio e você vai precisar usar quilos de casacos para se aquecer. 

 Veja também: Quando visitar Berlim

Gastronomia e o que comer em Berlim?

Bratwursts e witbier - Alemanha
Bratwursts e witbier – Alemanha

Berlim tem uma culinária cheia de clássicos e sabores diferentes

Carne de porco, batatas, repolho e alguns produtos sazonais, como aspargos frescos e ervilhas, são os ingredientes básicos da tradicional gastronomia alemã, que em Berlim encontra preparos dos mais comuns aos mais ousados.

O prato mais típico da cidade é o currywurst, salsicha com ketchup de curry. São comuns também as feirinhas que servem petiscos e cerveja.

Aliás, os biergartens devem estar incluídos no seu roteiro – estabelecimentos que servem comida e bebida típica ao ar livre, um clássico da Alemanha.  

A cozinha ganha toques mais requintados nos restaurantes de primeira linha, que usam ingredientes frescos, carnes orgânicas e receitas minimalistas.

Geralmente ficam nos bairros do Mitte e Prenzlauer Berg. Os cafés e casas de chá dão charme e glamour à paisagem berlinense, especialmente os que ficam dentro de museus. 

Restaurantes em Berlim

  • Cookies and Cream – Behrenstraße 55, 10117 Berlim
  • Golvet – Potsdamer Straße 58, 10785 Berlim
  • Lokal – Linienstraße 160, 10115 Berlim
  • Pots – Potsdamer Platz 3, 10785 Berlim 
  • Pauly Saal – Auguststraße 11 – 13, 10117 Berlim 

Veja também: Onde comer em Berlim

Pontos Turísticos de Berlim

Portão de Bradenburgo
Portão de Bradenburgo

Tudo o que há de melhor em cultura, arte e história

Berlim, a capital da Alemanha existe desde o século XIII. A cidade foi reconstruída depois da Segunda Guerra Mundial e hoje é referência na memória desses tempos tão sombrios. O Museu do Holocausto, as ruinas do muro que separou o país em dois (oriental e ocidental) dão lugar à obras magistrais como o Portão de Brandemburgo, o cenário cultural e artístico da cidade.

  • Portão de Brandemburgo – Um dos principais cartões-postais de Berlim é o Portão de Brandemburgo, localizado na Pariser Platz, em Mitte, um distrito bastante valorizado na cidade. O monumento foi construído no final do século XVIII e era um dos portões que davam acesso à cidade. Parcialmente destruído na Segunda Guerra Mundial, ficou isolado com a divisão entre Alemanha Ocidental e Oriental. Hoje, completamente restaurado, é um dos lugares mais visitados da capital. 
  • Torre de TV – A Torre de TV de Berlim, conhecida por Berliner Fernsehturm, vista de baixo já é um espetáculo pela sensação futurista que ela passa. Mas do alto dos seus 203 metros, se torna ainda mais especial. Ela é o edifício com acesso público mais alto da Europa. Visitar a torre é se imaginar nos tempos de Guerra Fria e na corrida do desenvolvimento das telecomunicações.  Outra vantagem é que de cima você consegue ver os principais monumentos da cidade, como o Reichstag, o Portão de Brandenburgo e a Ilha dos Museus, além do rio Spree. 
  • Ilha dos Museus – Uma ilha no rio Spree, a Ilha dos Museus (Museumsinsel) tem este nome por abrigar cinco museus renomados mundialmente. Declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1999, a Ilha dos Museus foi concebida para ser um lugar dedicado à arte e à ciência. O Altes Museum exibe uma coleção de antiguidades da Grécia e Roma. O Neues Museum abriga coleções sobre a Pré-História, História Antiga e Egito Antigo. O Alte Nationalgalerie exibe coleções do Impressionismo, Romantismo, Neoclassicismo, Biedermeier e início do Modernismo. O Bode Museum abriga uma coleção de esculturas, Arte Bizantina, além de uma grande coleção de moedas. Já o Pergamon Museum, mais famoso e mais visitado museu de Berlim, abriga uma coleção magnífica com destaque para as estruturas da antiguidade exibidas em tamanho original.
  • Gendarmenmarkt – A Gendarmenmarkt é uma bela praça que além de estar cercada de hotéis, bares e restaurantes incríveis, também conta com três atrações interessantes, que são: a Catedral Francesa, a Catedral Alemã e a Casa de Espetáculos. 
  • Tiergarten – Segundo maior parque de Berlim, o Tiergarten é perfeito para dar uma caminhada, correr, andar de bicicleta, fazer um piquenique, jogar bola ou simplesmente deitar em seus gramados para tomar um sol ou relaxar e ler um livro. 
  • Memorial do Holocausto – O Memorial do Holocausto, na região de Mitte, é uma homenagem aos judeus mortos na Europa.   O monumento consiste em 2.711 blocos de concreto cinza escuro e de alturas variadas (lembrando caixões), distribuídos em fileiras paralelas. Também integram o memorial uma sala subterrânea chamada de “Local da Informação”, onde ocorrem exposições que documentam a perseguição e o extermínio dos judeus, e guarda o nome de todas as vítimas conhecidas do Holocausto. 
  • Palácio de Charlottenburg – O palácio, que se localiza no bairro Charlottenburg-Wilmersdorf, é o maior palácio de Berlim. Erguido como residência de verão da rainha da Prússia, Sophie Charlotte, veio a se tornar, tempos mais tarde, a maior e mais importante residência da família Hohenzollern na capital do país. Cercado de belos jardins, o imponente prédio é composto por vários cômodos cheios de história, além de ricamente decorados com objetos valiosos. Durante a visita pelas dependências do palácio, é possível ouvir o áudio- guia narrando o contexto histórico acerca de cada ambiente. 
  • Kurfürstendamm – A Kurfürstendamm ou simplesmente Kudamm, como é comumente chamada, é uma das avenidas mais famosas de Berlim. É uma longa e larga avenida repleta de lojas de moda, eletrônicos e esportes, além de hotéis, cafés e restaurantes. Nessa região também fica a KaDeWe, loja de departamento de luxo.
  • Ruínas do Muro de Berlim – Um dos pontos turísticos mais procurados de Berlim, marco na história do país, é um programa “must go” para quem está conhecendo a cidade. Composta por um trecho original do muro, a East Side Gallery, que fica ao longo do Rio Spree, é uma galeria a céu aberto que recebeu – e ainda recebe – grafites de vários artistas, grande parte delas com mensagens de esperança. 

Veja também: Pontos turísticos de Berlim

Rother Ratheus - Berlim
Rother Ratheus – Berlim

iFriend: Guia de viagem em Berlim

Escolher um guia de viagem em Berlim para acompanhá-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

  • Dandara – Ela vai te levar para conhecer a história e a cultura alemã!
  • Raphael – Ela vai te levar para conhecer os pontos históricos e principais parques da cidade.
Ilha dos Museus de Berlim - vista lateral
Ilha dos Museus de Berlim – vista lateral

Berlim, a capital criativa e cultural da Europa , espera sua visita!  

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 5 / 5. Votos: 1

Que tal?